Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Rússia escolhe protótipo para seu caça de 6ª geração

O novíssimo drone de combate russo Okhotnik (Caçador, em russo) será o protótipo do caça de sexta geração, comunicou a edição Russkoe Oruzhie, reproduzindo o comentário de uma fonte na indústria militar russa.


Sputnik

De acordo com a Russkoe Oruzhie, as características do caça do futuro ainda não foram definidas completamente, contudo, no momento se pode destacar suas principais particularidades, ou seja, a ausência do piloto e a capacidade de cumprir missões de combate em modo autônomo.

Reprodução

"Nessa parte, inteligência artificial e autonomia, o Okhotnik será o protótipo", explicou.

A fonte detalhou que o Okhotnik poderia decolar, cumprir tarefas e aterrissar na base de forma autônoma. Contudo, o aparelho não terá a função de tomada de decisões, isso cabe à responsabilidade humana, ressaltou.

Anteriormente, surgiram informações de que os testes de voo do Okhotnik se iniciarão em 2018. Em junho de 2018, ocorreu a primeira rolagem do drone. Por enquanto, quase não há informações oficiais sobre o aparelho, contudo, sabe-se que o escritório de projetos P.O. Sukhoi está criando, no âmbito de um projeto com o Ministério da Defesa russo, o drone de combate pesado Okhotnik, com a peso à decolagem de 20 toneladas.

O drone foi criado pelo esquema de "asa voadora" com a utilização máxima de tecnologias furtivas. Estima-se que o aparelho possa atingir velocidades de até mil quilômetros por hora devido a seu motor a reação.

No momento, no mundo não há caças de sexta geração. Entre os caças de quinta geração existem três aviões adotados em serviço: F-22 Raptor (2005) e F-35A/B (2015) norte-americanos e o J-20 (2017) chinês. O F-35C norte-americano, Su-57 russo, J-31 chinês e X-2 japonês estão agora no estágio de testes de voo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas