Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Rússia reforçará sua Marinha com 26 novos navios de guerra

A Rússia fortalecerá sua frota militar este ano com 26 novos navios, quatro deles equipados com mísseis de cruzeiro Kalibr, anunciou neste domingo (29) o presidente russo, Vladimir Putin.


Poder Naval

“No total, em 2018, a Marinha vai ter 26 novos navios de guerra, quatro deles equipados com mísseis Kalibr”, declarou Putin, citado pela agência de notícias Interfax, durante uma visita a São Petersburgo, no âmbito do Dia da Marinha.

Navios russos em Parada Naval
Navios de guerra russos na Parada Naval

Putin recordou que a frota russa já incorporou oito navios no ano passado.

Com um alcance de 1.900 km, os mísseis Kalibr são o equivalente russo dos Tomahawk americanos. Durante os últimos anos, eles foram usados repetidamente contra grupos rebeldes e jihadistas na Síria, bombardeados por navios russos no Mediterrâneo.

O vice-almirante Alexander Moiseyev, comandante da frota russa no Mar Negro, com sua base militar em Sebastopol (Crimeia), informou que suas tropas seriam reforçadas com seis novos navios durante 2018.

Putin esteve presente neste domingo em um desfile da Marinha nas águas do Neva em São Petersburgo, oeste da Rússia, em que participaram 39 embarcações.

FONTE: Jornal do Brasil

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas