Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério da Defesa revela superioridade de caças russos Su-57

Todos os caças Su-57 serão equipados com armamentos superiores em suas características aos análogos estrangeiros, disse Anatoly Gulyaev, chefe do Departamento Principal de Armamento das Forças Armadas da Rússia, ao jornal Krasnaya Zvezda.
Sputnik

Gulyaev lembrou na entrevista ao jornal que, em maio, Vladimir Putin estabeleceu o objetivo de reequipar completamente três regimentos da Força Aeroespacial da Rússia com caças Su-57 até 2028.

"É de sublinhar que, desde o aparecimento do caça Su-57, muitos especialistas estrangeiros já apreciaram as capacidades únicas do avião russo, que ultrapassa os análogos ocidentais que têm sido promovidos", concluiu o responsável militar.

O caça russo da 5ª geração Su-57 fez o primeiro voo em 2010. A combinação de alta capacidade de manobra com a capacidade de realizar voos supersônicos, bem como um moderno complexo de equipamentos de bordo e baixa visibilidade conferem-lhe superioridade sobre os concorrentes.

Rússia reforçará sua Marinha com 26 novos navios de guerra

A Rússia fortalecerá sua frota militar este ano com 26 novos navios, quatro deles equipados com mísseis de cruzeiro Kalibr, anunciou neste domingo (29) o presidente russo, Vladimir Putin.


Poder Naval

“No total, em 2018, a Marinha vai ter 26 novos navios de guerra, quatro deles equipados com mísseis Kalibr”, declarou Putin, citado pela agência de notícias Interfax, durante uma visita a São Petersburgo, no âmbito do Dia da Marinha.

Navios russos em Parada Naval
Navios de guerra russos na Parada Naval

Putin recordou que a frota russa já incorporou oito navios no ano passado.

Com um alcance de 1.900 km, os mísseis Kalibr são o equivalente russo dos Tomahawk americanos. Durante os últimos anos, eles foram usados repetidamente contra grupos rebeldes e jihadistas na Síria, bombardeados por navios russos no Mediterrâneo.

O vice-almirante Alexander Moiseyev, comandante da frota russa no Mar Negro, com sua base militar em Sebastopol (Crimeia), informou que suas tropas seriam reforçadas com seis novos navios durante 2018.

Putin esteve presente neste domingo em um desfile da Marinha nas águas do Neva em São Petersburgo, oeste da Rússia, em que participaram 39 embarcações.

FONTE: Jornal do Brasil

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas