Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia testará novo avião de transporte militar até o final do ano

Il-112V deverá substituir modelos soviéticos An-24 e An-26, considerados obsoletos.
Nikolai Litôvkin | Russia Beyond

A nova aeronave de transporte militar Il-112V completou os testes de fábrica e está sendo preparada para o primeiro voo, que está previsto para o final de 2018.


Caso os testes sejam bem sucedidos, o Il-112V substituirá nas Forças Armadas russas os modelos An-24 e An-26, desenvolvidos no início dos anos 1960.

O Ilyushin Il-112 é um avião de transporte militar leve de asa alta que está sendo desenvolvido pela Ilyushin Aviation Complex para transporte de cargas militares, equipamentos e pessoal.

Sua capacidade de carga máxima "útil" a bordo será de até cinco toneladas.

Os projetistas pretendem desenvolver duas versões do avião: uma com hangares estendidos para o transporte de equipamentos militares, carga e soldados; e outra, civil, para o transporte de passageiros e carga leve.

O Il-112V é um monoplano com configuração aerodinâmica tradicional e dois poderosos motores…

Rússia testa com êxito novo míssil do sistema de defesa antiaérea

No Cazaquistão foram levados a cabo lançamentos bem sucedidos do novíssimo míssil de intercepção do sistema russo de defesa antiaérea, comunicou o jornal das Forças Armadas russas, Krasnaya Zvezda.


Sputnik

"No polígono de Sary Shagan, as tropas da Força Aeroespacial russa efetuaram com êxito mais um lançamento do novo míssil modernizado do sistema de defesa antiaérea russo", se lê no comunicado.

Teste de um míssil (foto de arquivo)
© Foto : Ministry of Defence of the Russian Federation

"O novo míssil de intercepção […] cumpriu a tarefa, ao atingir um alvo convencional no tempo estabelecido", assinalou o vice-comandante de uma unidade de defesa antiaérea e antimísseis da Força Aeroespacial russa, major-general Andrei Prikhodko.

De acordo com a matéria, a arma modernizada é capaz de voar à velocidade de aproximadamente 4km/sec. (14.400 Km/h). Além disso, os militares destacaram que se tratou de uns dos testes mais "complexos" e que os mísseis desta classe não possuem análogos no mundo.

Segundo o jornal, em condições de combate reais, os mísseis adversários serão completamente destruídos à altitude e distância máximas da instalação a proteger.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas