Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Será que EUA vão retirar suas tropas da Alemanha?

Na cúpula da OTAN que se realizará em 11-12 de julho em Bruxelas, os EUA podem ameaçar retirar os 35 mil militares norte-americanos das bases da OTAN na Alemanha caso Berlim se recuse a aumentar o orçamento militar, revelou uma fonte.


Sputnik

Essa fonte diplomática em Bruxelas disse que se espera que o presidente dos EUA, Donald Trump, exija dos aliados o aumento obrigatório das despesas militares para 2% do PIB até meados de 2020.

Soldados dos EUA participam das manobras Iron Wolf 2016, Lituânia
Militares dos EUA em manobra militar da OTAN na Lituânia © AP Photo / Mindaugas Kulbis

"Caso Berlim se recuse a aumentar as despesas em defesa de acordo com a exigência, os EUA podem ameaçar a Alemanha com a retirada de 35 mil militares das bases militares da OTAN no território do país", disse o interlocutor da Sputnik.

Anteriormente, a chanceler alemã, Angela Merkel, declarou que nos próximos dez anos a Alemanha vai aumentar as despesas em defesa até 2% do PIB, o que é obrigatório para os países-membros da OTAN e foi acordado na cúpula em 2014 em Bucareste. Conforme Merkel, em 2019 o país vai aumentar o orçamento militar para 1,34% do PIB e, até 2025, para 1,5%.

Donald Trump apelou repetidamente aos parceiros da aliança para implementarem os acordos alcançados em Bucareste, caso contrário poderá reduzir a participação dos EUA nos programas comuns de segurança dos países da aliança.

De acordo com o diário Washington Post, o Pentágono está analisando o custo e consequências da retirada de grande escala e transferência das tropas deslocadas na Alemanha em meio às tensões crescentes entre Trump e Merkel.

Conforme os dados da mídia, atualmente na Europa há 60 mil militares estadunidenses, posicionados na Alemanha, Holanda, Bélgica, Luxemburgo e Itália.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas