Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vídeo mostra momento do encontro do submarino argentino Ara San Juan

Profissionais que operavam um dos veículos submarinos foram os primeiros a ver em tela as imagens da embarcação, que estava desaparecida desde 15 de novembro do ano passado. Submarino foi localizado a 907 metros de profundidade.
Por G1

Um vídeo divulgado neste domingo (18) mostra as primeiras imagens do submarino Ara San Juan, no momento em que profissionais da empresa Ocean Infinity o localizaram. O encontro foi anunciado pela Marinha da Argentina na madrugada de sábado.


No vídeo é possível ver quando a equipe que opera um dos veículos que fazia as buscas vê a embarcação pela primeira vez em uma região de cânions (espécie de rios submarinos), a 907 metros de profundidade, e a 600 km da cidade de Comodoro Rivadavia.

O Ara San Juan desapareceu em 15 de novembro de 2017, com 44 pessoas a bordo, e sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma á…

Stoltenberg: OTAN manterá presença no Mar Negro

A OTAN pretende manter sua presença militar na região do Mar Negro e ampliará cada vez mais as suas capacidades, declarou nesta quarta-feira o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg.


Sputnik

"Tomamos uma decisão. Vamos realizar a nossa presença na Romênia e na Região do Mar Negro. Além disso, vamos manter as nossas posições estratégicas e o nosso potencial naval e militar. Temos o objetivo de continuar ampliando as nossas possibilidades e de ampliar o poder militar em caso de necessidade", disse Stoltenberg aos jornalistas depois da primeira reunião plenária do Conselho da OTAN de altíssimo nível.

Navios militares da OTAN participam dos exércicios no mar Negro, 16 de março de 2016
Vasos de guerra da OTAN no Mar Negro © AFP 2018 / DANIEL MIHAILESCU

Segundo o secretário-geral da organização, a iniciativa "4 de 30" para a prontidão das tropas, aprovada pela cúpula da OTAN, será fundamental para garantir esse processo. A medida contempla a formação, até o ano 2020, de uma força operacional composta por "30 batalhões motorizados, 30 esquadras, 30 navios de guerra, prontos para atuar num prazo de 30 ou menos dias".

A cúpula da OTAN em Bruxelas está sendo realizada nos dias 11 e 12 de julho, tendo como pano de fundo as discussões entre os EUA e os países europeus em torno da saída de Washington do acordo nuclear com o Irã, bem como as discussões sobre as despesas de cada país para a manutenção da aliança.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas