Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Teerã tem poder para responder às ameaças 'vazias' dos EUA, declara comandante iraniano

O chefe do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, major-general Mohammad Ali Jafari, declarou que o Irã não leva a sério as ameaças militares de Washington, porque uma guerra desencadeada contra o Irã vai custar caro aos seus inimigos.


Sputnik

Jafari comentou a declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, que o Irã iria sofrer consequências como poucos sofreram algum dia na história.
"As ameaças militares feitas pelos inimigos não são muito sérias e são vazias, temos poder para responder-lhes", disse Jafari na sexta-feira (27) falando com estudantes em Teerã, informou a PressTV.

Os efetivos do o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (CGRI) durante um desfile militar (foto de arquivo)
Militares iranianos © AP Photo / Vahid Salemi

Segundo o comandante, os inimigos do Irã estão mais focados em minar o país através de uma "guerra suave", em vez de ações militares.

"Hoje as ameaças e sanções dos inimigos atingiram seu auge", disse Jafari. "Contudo, a única ameaça que eles não porão em ação é a militar, porque se realizarem uma agressão militar, isso implicará custos enormes para eles próprios", sublinhou ele.

O comandante iraniano fez essas declarações na sequência das ameaças de Trump e de informações que representantes do governo australiano acreditam que os EUA poderão lançar ataques contra instalações nucleares iranianas já em agosto.

As relações entre Washington e Teerã se agravaram em meados deste ano, quando os Estados Unidos saíram unilateralmente do acordo nuclear iraniano, voltando a introduzir sanções anteriormente suspendidas contra o Irã.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas