Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Trump adverte Irã sobre graves 'consequências' se continuar ameaçando EUA

O presidente norte-americano, Donald Trump, declarou no seu Twitter que o Irã vai "sofrer consequências" se continuar ameaçando os EUA.


Sputnik

"Ao presidente iraniano Rouhani: Nunca mais ameacem os Estados Unidos ou vão sofrer consequências, como poucos sofreram algum dia na história. Não somos mais um país que suporte suas palavras loucas sobre violência e morte. Tenham cuidado!", escreveu o líder estadunidense em sua recente postagem na rede.

Donald Trump na casa Branca, em janeiro de 2018.
Donald Trump © AP Photo / Carolyn Kaster

Anteriormente, o presidente do Irã, Hassan Rouhani, avisou Donald Trump para que "não brinque com fogo", sublinhando que Teerã "não está em guerra com ninguém". Segundo Rouhani, "a força do Irã é dissuasora".

"EUA devem saber que a paz com o Irã é a mãe de todas as pazes, e que a guerra com o Irã é a mãe de todas as guerras", disse o líder iraniano, avisando os EUA sobre uma política hostil em relação a Teerã, citado pela Reuters.

A declaração de Rouhani surgiu após o Departamento de Estado americano ter afirmado que Washington iria convencer os aliados a pararem de comprar petróleo ao Irã até início de novembro. O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, por sua parte, disse antes que Washington está pronto a introduzir sanções contra a Rússia, China e qualquer outro país que continue comprando petróleo ao Irã contrariando a posição dos EUA.

Segundo declarou o secretário de Estado, Mike Pompeo, as sanções americanas contra a área petrolífera dos Irã entrarão em vigor a 4 de novembro.

Comentários

Postagens mais visitadas