Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Trump: países da OTAN devem compensar EUA por seus gastos em defesa

Presidente os EUA, Donald Trump, reclamou mais uma vez sobre os altos gastos de Washington para a manutenção da OTAN.


Sputnik

"Muitos países da OTAN que, segundo se espera, nós defendamos, não só descumprem os seus compromissos [de gastos em defesa] de 2% [do PIB], (que já são baixos), mas também atrasam suas contribuições [para aliança] durante anos. Será que eles vão reembolsar os EUA?", escreveu Trump em sua conta no Twitter, a caminho de Bruxelas, onde será realizada a cúpula da OTAN.

U.S. President Donald Trump delivers remarks at the start of the NATO summit at their new headquarters in Brussels, Belgium
Donald Trump © REUTERS / Jonathan Ernst

A cúpula da OTAN em Bruxelas será realizada nos dias 11 e 12 de julho, tendo como pano de fundo as discussões entre os EUA e os países europeus em torno da saída de Washington do acordo nuclear com o Irã, bem como das novas tarifas norte-americanas sobre aço e alumínio.

Trump, de forma recorrente, pressiona os seus aliados da OTAN a cumprir os acordos de 2014, segundo os quais os países se comprometem a dedicar pelo menos 2% do PIB aos gastos com defesa. Se esses compromissos não forem cumpridos, Trump ameaça reduzir a participação dos EUA em programas de defesa do bloco militar.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas