Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

1º BFv e ABPF avivam Memória Ferroviária

1º Batalhão Ferroviário (1º BFv), participou nos dias 11, 12, 15, 18 e 19 de agosto, em parceria com a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) e a Prefeitura de Lages (SC), de um evento que teve por finalidade a preservação da Memória Ferroviária.


Forças Terrestres

Lages (SC) – Durante esses dias aconteceram passeios de Maria Fumaça e exposição do Espaço Cultural Museu Ferroviário, nas dependências da Estação Ferroviária de Lages.


A Maria Fumaça, raramente vista pela população, desperta interesse até nos mais experientes, pois é símbolo de uma época em que ainda se utilizava esse meio de transporte entre as cidades. As crianças ficaram encantadas com a oportunidade de conhecer a magia do trem, ouvir seu apito e o barulho característico e desfrutar do passeio.

O deslocamento da Maria Fumaça ocorreu da Estação Ferroviária de Lages, até a Estação Ferroviária de Escurinho, localidade de Coxília Rica, distante 36 quilômetros de Lages, pela Ferrovia do Tronco Principal Sul, que foi construída pela Engenharia Militar e inaugurada em dezembro de 1968.

A exposição do Museu Ferroviário trouxe um pouco da memória dos antigos ferroviários e seus feitos durante a construção do Tronco Principal Sul.

No museu, localizado no 1º Batalhão Ferroviário (1º BFv), foram expostos vídeos, banners e peças utilizadas durante a construção da ferrovia.

Para o 1º BFv, poder levar ao público externo um pouco de sua história, que foi construída em sua maioria por trilhos é muito gratificante. A atividade se torna ainda mais significante neste ano em que a Ferrovia do Tronco Principal Sul completa 50 anos de existência, assim como a junção dos trilhos que vieram do norte, com os trilhos que partiram do sul, unindo-se no dia 28 de dezembro de 1968, em local situado no Vale do Rio Pelotas, 45 quilômetros ao sul de Lages.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas