Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

1º BFv e ABPF avivam Memória Ferroviária

1º Batalhão Ferroviário (1º BFv), participou nos dias 11, 12, 15, 18 e 19 de agosto, em parceria com a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) e a Prefeitura de Lages (SC), de um evento que teve por finalidade a preservação da Memória Ferroviária.


Forças Terrestres

Lages (SC) – Durante esses dias aconteceram passeios de Maria Fumaça e exposição do Espaço Cultural Museu Ferroviário, nas dependências da Estação Ferroviária de Lages.


A Maria Fumaça, raramente vista pela população, desperta interesse até nos mais experientes, pois é símbolo de uma época em que ainda se utilizava esse meio de transporte entre as cidades. As crianças ficaram encantadas com a oportunidade de conhecer a magia do trem, ouvir seu apito e o barulho característico e desfrutar do passeio.

O deslocamento da Maria Fumaça ocorreu da Estação Ferroviária de Lages, até a Estação Ferroviária de Escurinho, localidade de Coxília Rica, distante 36 quilômetros de Lages, pela Ferrovia do Tronco Principal Sul, que foi construída pela Engenharia Militar e inaugurada em dezembro de 1968.

A exposição do Museu Ferroviário trouxe um pouco da memória dos antigos ferroviários e seus feitos durante a construção do Tronco Principal Sul.

No museu, localizado no 1º Batalhão Ferroviário (1º BFv), foram expostos vídeos, banners e peças utilizadas durante a construção da ferrovia.

Para o 1º BFv, poder levar ao público externo um pouco de sua história, que foi construída em sua maioria por trilhos é muito gratificante. A atividade se torna ainda mais significante neste ano em que a Ferrovia do Tronco Principal Sul completa 50 anos de existência, assim como a junção dos trilhos que vieram do norte, com os trilhos que partiram do sul, unindo-se no dia 28 de dezembro de 1968, em local situado no Vale do Rio Pelotas, 45 quilômetros ao sul de Lages.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas