Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

China: novo avião AEW embarcado pode voar em breve

Uma réplica em tamanho real do avião de alerta antecipado KJ-600 foi fotografada em um mock-up de porta-aviões em terra, levando os observadores militares chineses a ligá-la à próxima geração de porta-aviões da China, que vai usar um sistema de catapulta eletromagnética.


Poder Naval

A réplica do KJ-600 e uma réplica do caça J-15 foram estacionadas em uma plataforma de concreto em uma foto tirada em Wuhan, província de Hubei, na China, informou o Science and Technology Daily no dia 1º de agosto.

A réplica do KJ-600 junto à do J-15 porta-aviões de concreto da China, que funciona em terra para treinamento
A réplica do KJ-600 junto à do J-15 “porta-aviões de concreto” da China, que funciona em terra para estudos e treinamento

Fãs militares chineses especularam que o primeiro KJ-600 fará em breve seu primeiro voo.

A aeronave de asa fixa baseada em porta-aviões provavelmente será equipada com tecnologias de ponta, incluindo um sistema de radar em fases, disse Song Zhongping, um especialista militar e comentarista de TV, ao Global Times.

Os porta-aviões Liaoning e Type 001A contam com helicópteros de alerta antecipado e um sistema de radar integrado para detectar inimigos, informou o jornal de Pequim.

Mas esses sistemas com sua capacidade de alerta mais fraca correm o risco de expor a posição do porta-aviões, disse o relatório.

“Radares por fases transportados por um helicóptero de alerta antecipado aéreo são limitados em tamanho”, disse Song. “A distância de aviso antecipado, o tempo e a precisão são limitados”.

Um avião como o KJ-600 tem um radar maior, voa mais alto que um helicóptero e vê mais longe e com maior clareza.

Uma aeronave de alerta antecipado e controle aéreo (AEW&C) pode ser desdobrada como um centro de comando no céu, reunindo informações e coordenando embarcações em uma força de ataque mais forte, observou Song.

O KJ-600 provavelmente voará com os novos porta-aviões da China usando catapultas eletromagnéticas, disse o especialista militar chinês Lan Shunzheng ao Science and Technology Daily.

Uma aeronave de asa fixa é pesada demais para a decolagem no “ski jump” do Liaoning e no Type 001A, segundo Lan.

A catapulta eletromagnética é uma adição valiosa para um porta-aviões moderno, já que pode lançar aeronaves mais pesadas como o KJ-600, disse Song.

Usando a nova catapulta, mais jatos podem decolar em menos tempo e aumentar a capacidade de combate do navio-aeródromo, observou ele.

FONTE: Global Times

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas