Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA e Rússia revivem a Guerra Fria no Oriente Médio com duas cúpulas

Reuniões paralelas, na Polônia e na Rússia, representaram a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito entre Israel e a Palestina
Juan Carlos Sanz e María R. Sahuquillo | El País
Sochi / Jerusalém - Em 1991, a Conferência de Madri estabeleceu um modelo para o diálogo multilateral no Oriente Médio após o fim da Guerra Fria, que havia colocado Washington contra Moscou na disputa pela hegemonia em uma região estratégica. Transcorridos mais de 27 anos, dois conclaves paralelos representaram nesta quinta-feira em Varsóvia (Polônia) e Sochi (Rússia) a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito israelo-palestino. Os Estados Unidos e a Rússia, copresidentes em Madri em 1991, já não atuam mais como mediadores para aliviar as tensões e, mais uma vez, assumem um lado entre as partes conflitantes.

No fórum da capital polonesa, a diplomacia dos EUA chegou a um impasse ao reunir mais de 60 países em uma reu…

Defesa russa: militantes seguem bombardeando zona de desescalada na Síria

Militantes continuam realizando ataques contra assentamentos sírios na zona de desescalada de Idlib, segundo afirmou neste domingo o major-general Aleksei Tsygankov, chefe do Centro Russo de Reconciliação.


Sputnik

"Apesar do regime de cessar-fogo estabelecido, bombardeios por parte de grupos armados ilegais operando na zona de desescalada de Idlib, na província de Latakia, e na cidade de Aleppo foram registrados nas últimas 24 horas", declarou o militar.

Combatente rebelde dispara artilharia nos arredores da província de Idlib, na Síria
Terroristas em Idlib, Síria © AFP 2018 / OMAR HAJ KADOUR

De acordo com Tsygankov, 90 pessoas afetados por esses conflitos, incluindo 46 crianças, receberam assistência médica das Forças Armadas da Rússia na Síria. Ele pediu que todos os rebeldes envolvidos nas violações da trégua respeitem o cessar-fogo e contribuam para a pacificação nas áreas que não estão sob controle do governo sírio.

A Síria se encontra mergulhada em uma profunda guerra civil desde o início de 2011, com as forças leais ao presidente Bashar Assad tendo que combater diversos grupos armados de oposição, incluindo organizações terroristas como o Daesh e a Frente al-Nusra, proibidas na Rússia e em vários outros países.
 

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas