Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Destino Taiwan? Caças J-16 se unem à Força Aérea chinesa

Uma nova esquadrilha de aviões de combate J-16 se juntou à Força Aérea do Exército Popular de Libertação da China como parte de possíveis operações contra Taiwan, de acordo com o South China Morning Post.


Sputnik

O J-16 é um bimotor de guerra eletrônica de dois lugares que a China considera ser um jato de 4ª geração plus. 

Resultado de imagem para j-16
Shenyang J-16 chinês

"Antes do J-16, [o Exército Popular de Libertação da China] dependia de um número limitado de Su-30 construídos na Rússia, enquanto o J-10 nacional não tem alcance e carga útil para se classificar como um verdadeiro caça de forte ataque", disse Collin Koh, da Escola de Estudos Internacionais S. Rajaratnam da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, em 12 de agosto.

"No passado, a divisão de combate da Força Aérea do Exército Popular de Libertação chinês foi caracterizada mais como um braço defensivo, com alcance limitado e capacidade ofensiva, confinada principalmente à sua região e território", acrescentou.

Por sua vez, o analista militar Antony Wong Don disse ao South China Morning Post que o J-16 foi desenvolvido principalmente para atacar Taiwan.

Em 4 de agosto, foi relatado que a aeronave J-16 havia realizado exercícios em um lugar desconhecido e que logo os caças seriam introduzidos à Força Aérea chinesa. Em 12 de agosto, um número desconhecido de aeronaves também se juntou à força, segundo informou o jornal de Hong Kong.

Em 2015, surgiram fotos virais de um avião de combate chinês, provocando admiração e medo, relatou o canal indiano Zee News. Três anos depois, essa aeronave foi adotada em serviço.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas