Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

EUA não conseguirão fazer Turquia se ajoelhar, diz Erdogan

Os EUA não conseguirão fazer o povo turco se ajoelhar através de sanções e pressão econômica, afirmou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.


Sputnik

Nesta sexta-feira (10), o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou ter elevado tarifas para importações de alumínio e aço da Turquia, para 20% e 50%, respectivamente, o que provocou uma forte desvalorização da moeda nacional turca, que entrou para a história. Em 24 horas, a lira perdeu quase 20% de seu valor.

Recep Tayyip Erdogan, presidente de Turquia (foto de arquivo)
Recep Tayyip Erdogan © REUTERS / Osman Orsal

"Todo dia, recorrendo a declarações imprudentes, eles tentam nos controlar a 10 mil quilômetros, impulsionam agências de classificação de risco contra nós e usam 'arma monetária'. E daí? Que eles diminuam [o rating de crédito], nós estamos cientes da situação", assinalou.

"Eles não conhecem o povo turco. Se conhecessem, saberiam que ninguém além de Ala é capaz de fazer este povo se ajoelhar. Se tivessem lido nossa história, então saberiam que nunca cedemos a chantagens e ameaças", frisou o líder turco durante discurso na província de Trabzon, transmitido pelo canal nacional NTV.

Erdogan destacou que os cidadãos turcos podem ficar tranquilos em relação à situação com a moeda nacional turca, prometendo resolver o ataque com ajuda de taxa de câmbio. Ele solicitou para que empresas turcas "não entrem em pânico e não assediem os bancos na tentativa de comprar a moeda", tendo ameaçado tomar medidas contra elas caso contrário.

A relação turco-americana se agravou inclusive por causa da prisão do pastor norte-americano, Andrew Brunson, suspeito de ter se envolvido no preparo do golpe de Estado fracassado em 2016 na Turquia. Na semana passada, o Departamento do Tesouro norte-americano impôs sanções contra os ministros da Justiça e do Interior da Turquia, Abdulhamit Gul e Suleyman Soylu, respectivamente.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas