Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Fim do 'Castigador': Pentágono desiste de desenvolver lança-granadas 'inteligente'

O Exército dos EUA parou oficialmente o desenvolvimento de seu lança-granadas XM25 Punisher (Castigador, em português).


Sputnik

Antes se previa que o sistema lança-granadas "inteligente" seria uma arma avançada para a infantaria. Mas devido ao atraso nos prazos de desenvolvimento, aumento de seu orçamento e fracassos em testes, o projeto não foi terminado.

Resultado de imagem para XM25 Punisher
Lança-granadas XM25 Punisher

A desistência do programa permitirá ao Pentágono economizar US$ 2,3 bilhões (R$ 8,9 bilhões), destaca o portal Stars and Stripes.

O XM25 é um hibrido computorizado com calibre de 25 milímetros de um fuzil de assalto com um lança-granadas. A particularidade principal dessa arma é sua capacidade de calcular o tempo e a distância da explosão, que são programados com antecedência. Tal tecnologia permitiria eliminar um adversário protegido em um abrigo.

Essa arma foi testada no Afeganistão de 2010 a 2013. No entanto, o sistema não impressionou os militares estadunidenses: em sua opinião, os XM25 são extremamente pesados, pois são equipados com 36 granadas. Ademais, algumas pessoas ficaram feridas durante treinamentos por falhas no armamento.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas