Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Força Aérea americana aloca quase US$ 3 bilhões para construção de naves espaciais

A gigante do setor aeroespacial Lockheed Martin ganhou cerca de 3 bilhões de dólares do Departamento de Defesa dos Estados Unidos para construir três veículos espaciais para a Força Aérea americana.


Sputnik

De acordo com o Pentágono, as naves irão operar em órbitas geoestacionárias, a cerca de 35 mil quilômetros acima do planeta Terra. 

Logotipo do grupo norte-americano Lockheed Martin (imagem de arquivo)
© AFP 2018 / PIERRE VERDY

"A Lockheed Martin Space Systems, de Sunnyvale, Califórnia, recebeu um contrato não definido de US$ 2.935.545.188 para três veículos aéreos de órbita terrestre com infravermelho persistente de alta geração", diz o comunicado divulgado nesta terça-feira.

Na última segunda-feira, após a assinatura, pelo presidente dos EUA, Donald Trump, do Ato de Autorização de Defesa Nacional de 2019, a Força Aérea anunciou a liberação de US$ 480 milhões para a Lockheed Martin para iniciar o projeto de um segundo protótipo de arma hipersônica. Em abril, a empresa já tinha ganhado um contrato de US$ 930 milhões para desenvolver o primeiro protótipo, como parte da estratégia de Washington para competir com Rússia e China no setor de armamentos hipersônicos.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas