Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Força Aérea americana aloca quase US$ 3 bilhões para construção de naves espaciais

A gigante do setor aeroespacial Lockheed Martin ganhou cerca de 3 bilhões de dólares do Departamento de Defesa dos Estados Unidos para construir três veículos espaciais para a Força Aérea americana.


Sputnik

De acordo com o Pentágono, as naves irão operar em órbitas geoestacionárias, a cerca de 35 mil quilômetros acima do planeta Terra. 

Logotipo do grupo norte-americano Lockheed Martin (imagem de arquivo)
© AFP 2018 / PIERRE VERDY

"A Lockheed Martin Space Systems, de Sunnyvale, Califórnia, recebeu um contrato não definido de US$ 2.935.545.188 para três veículos aéreos de órbita terrestre com infravermelho persistente de alta geração", diz o comunicado divulgado nesta terça-feira.

Na última segunda-feira, após a assinatura, pelo presidente dos EUA, Donald Trump, do Ato de Autorização de Defesa Nacional de 2019, a Força Aérea anunciou a liberação de US$ 480 milhões para a Lockheed Martin para iniciar o projeto de um segundo protótipo de arma hipersônica. Em abril, a empresa já tinha ganhado um contrato de US$ 930 milhões para desenvolver o primeiro protótipo, como parte da estratégia de Washington para competir com Rússia e China no setor de armamentos hipersônicos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas