Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Forças iraquianas matam 12 terroristas do Estado Islâmico

As forças de segurança iraquianos mataram 12 combatentes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) ao sul da cidade de Tikrit, capital da província setentrional de Saladino, informou à Agência Efe uma fonte de segurança local.


EFE

Bagdá - Uma força integrada pela polícia e pelo Exército, junto às milícias pró-governo Multidão Popular, lançou ontem à noite um ataque contra os membros do EI que ainda permanecem na região da Al Ishaqui, 70 quilômetros ao sul de Tikrit, disse a fonte, que quis manter o anonimato.

Resultado de imagem para Tikrit
Militar iraquiano em Tikrit | REUTERS / ALAA AL-MARJANI

No marco da operação conjunta morreram 12 jihadistas, entre eles quatro terroristas suicidas que levam junto ao corpo cinturões explosivos, detalhou a fonte.

Além disso, acrescentou que não ocorreram baixas nas fileiras governamentais.

As forças iraquianas estão tentando eliminar os remanescente do grupo EI e suas células dormentes, depois que o Governo de Bagdá anunciou em 9 de dezembro a derrota militar do grupo, que ainda tem presença em algumas áreas e realiza atentados contra civis e uniformizados.

Os jihadistas chegaram a dominar amplas regiões do Iraque após invadir o país em junho de 2014, depois do qual proclamaram um "califado" nos territórios que controlavam neste Estado e na vizinha Síria.

Comentários

Postagens mais visitadas