Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Irã condena o bombardeio da Arábia Saudita contra mulheres e crianças desalojadas do Iêmen

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, condenou categoricamente o ataque saudita a um acampamento de famílias deslocadas internamente na cidade portuária de Hodeida, no Mar Vermelho, na quinta-feira.


Pars Today

Bahram Qasemi, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, condenou categoricamente o bombardeio de mulheres e crianças iemenitas deslocadas por sauditas.

Irã condena o bombardeio da Arábia Saudita contra mulheres e crianças desalojadas do Iêmen

O diplomata iraniano considerou os países que estão apoiando a Arábia Saudita com armas responsáveis pelos crimes contra civis que acontecem no Iêmen.

Qasemi fez as declarações referindo-se a um recente ataque aéreo saudita contra várias mulheres e crianças iemenitas deslocadas no distrito de Durayhimi, a 20 quilômetros da cidade portuária de Hodeida, no oeste do Iêmen. Postos de imprensa contam que o ataque matou quase 30 pessoas no Iêmen na quinta-feira, incluindo quatro mulheres e 22 crianças.

"Já se passaram 15 dias desde que os sauditas bombardearam um ônibus que transportava crianças da província de Saada, no norte do país, que o mundo está testemunhando outro horrendo crime contra o povo prejudicado do Iêmen", lamentou o diplomata iraniano.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas