Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Irã condena o bombardeio da Arábia Saudita contra mulheres e crianças desalojadas do Iêmen

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, condenou categoricamente o ataque saudita a um acampamento de famílias deslocadas internamente na cidade portuária de Hodeida, no Mar Vermelho, na quinta-feira.


Pars Today

Bahram Qasemi, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, condenou categoricamente o bombardeio de mulheres e crianças iemenitas deslocadas por sauditas.

Irã condena o bombardeio da Arábia Saudita contra mulheres e crianças desalojadas do Iêmen

O diplomata iraniano considerou os países que estão apoiando a Arábia Saudita com armas responsáveis pelos crimes contra civis que acontecem no Iêmen.

Qasemi fez as declarações referindo-se a um recente ataque aéreo saudita contra várias mulheres e crianças iemenitas deslocadas no distrito de Durayhimi, a 20 quilômetros da cidade portuária de Hodeida, no oeste do Iêmen. Postos de imprensa contam que o ataque matou quase 30 pessoas no Iêmen na quinta-feira, incluindo quatro mulheres e 22 crianças.

"Já se passaram 15 dias desde que os sauditas bombardearam um ônibus que transportava crianças da província de Saada, no norte do país, que o mundo está testemunhando outro horrendo crime contra o povo prejudicado do Iêmen", lamentou o diplomata iraniano.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas