Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Irã condena o bombardeio da Arábia Saudita contra mulheres e crianças desalojadas do Iêmen

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, condenou categoricamente o ataque saudita a um acampamento de famílias deslocadas internamente na cidade portuária de Hodeida, no Mar Vermelho, na quinta-feira.


Pars Today

Bahram Qasemi, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, condenou categoricamente o bombardeio de mulheres e crianças iemenitas deslocadas por sauditas.

Irã condena o bombardeio da Arábia Saudita contra mulheres e crianças desalojadas do Iêmen

O diplomata iraniano considerou os países que estão apoiando a Arábia Saudita com armas responsáveis pelos crimes contra civis que acontecem no Iêmen.

Qasemi fez as declarações referindo-se a um recente ataque aéreo saudita contra várias mulheres e crianças iemenitas deslocadas no distrito de Durayhimi, a 20 quilômetros da cidade portuária de Hodeida, no oeste do Iêmen. Postos de imprensa contam que o ataque matou quase 30 pessoas no Iêmen na quinta-feira, incluindo quatro mulheres e 22 crianças.

"Já se passaram 15 dias desde que os sauditas bombardearam um ônibus que transportava crianças da província de Saada, no norte do país, que o mundo está testemunhando outro horrendo crime contra o povo prejudicado do Iêmen", lamentou o diplomata iraniano.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas