Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Ministro da Defesa russo afirma que há ameaça de conflitos no Ártico

O Ártico tornou-se objeto de interesses territoriais, de recursos militares e estratégicos por parte de vários países, o que poder levar a um aumento do potencial de conflito na região, disse o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu.


Sputnik

"A proteção dos interesses nacionais da Rússia na região do Ártico e seu desenvolvimento ativo continuam sendo prioridades para as Forças Armadas. Hoje, o Ártico se tornou objeto de interesses territoriais, de recursos militares e estratégicos por parte de vários países. Isso pode levar a um aumento do potencial de conflito nessa região", disse o ministro.

Quebra-gelo de nova geração Ilya Muromets
Quebra-gelo russo Ilya Muromets © Sputnik / Igor Russak

Segundo ele, atualmente, no extremo norte encontram-se quebra-gelos não apenas da Rússia, mas também da Coreia do Norte, Suécia, Alemanha, EUA e China.

Shoigu salientou que, de maneira a responder de forma adequada às ameaças existentes e previsíveis, a Frota do Norte continua a implementar o Plano Integrado do Ministério da Defesa de desenvolvimento das capacidades das forças e tropas no Ártico para o período até 2020.

"O quebra-gelo Ilya Muromets e a embarcação de logística militar Elbrus, a fragata Admiral Gorshkov e o navio pesado de desembarque Ivan Gren foram incorporados à Marinha. Os testes do navio-tanque Akademik Pashin encontram-se em fase final", sublinhou o chefe do departamento de defesa.

Comentários

Postagens mais visitadas