Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Navio da Marinha do Brasil vai ser aberto para visitação em Aracaju

Navio Patrulha Guaratuba faz a segurança no litoral da Bahia e de Sergipe.


Por G1 SE

O Navio Patrulha Guaratuba, da Marinha do Brasil, vai estar aberto à visitação neste sábado (18) e domingo (19). A embarcação vai estar atracada no porto de Aracaju (SE) e ficará aberta das 14h até o pôr do sol.

Navio Patrulha Guaratuba faz a segurança no litoral da Bahia e de Sergipe (Foto: Divulgação/Marinha/Arquivo)
Navio Patrulha Guaratuba faz a segurança no litoral da Bahia e de Sergipe (Foto: Divulgação/Marinha/Arquivo)

Realizando ações de Patrulha Naval no litoral da Bahia e Sergipe, sob o comando do Capitão-Tenente Diego Pereira de Souza, o navio possui 46,5 metros de comprimento, desloca 217 toneladas e atinge velocidades de até 25 nós (aproximadamente 46Km/h).

O navio tem como tarefas: colaborar com os serviços de repressão ao contrabando e ao comércio ilícito, controlar as áreas marítimas sob jurisdição brasileira, fazer a proteção ambiental e fiscalizar as atividades de pesquisa realizadas no mar territorial brasileiro, zona contígua e zona econômica.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas