Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

Neste dia: URSS testava sua primeira bomba atômica

Artefato foi batizado de RDS-1.


Stepan Ivanov | Russia Beyond

Em 29 de agosto de 1949, a primeira bomba atômica soviética foi testada com sucesso em Semipalatinsk (território que hoje fica no Cazaquistão). Batizada de RDS-1 (abreviatura do russo para “motor a jato especial”), a bomba foi testada em um campo de 20 km de diâmetro.

Resultado de imagem para Neste dia: URSS testava sua primeira bomba atômica
O design da bomba era muito parecido com a bomba de plutônio americana Fat Man | Maksim Blinov/RIA Novosti

O design da bomba era muito parecido com a bomba de plutônio americana Fat Man. Em 1950, foram produzidas mais nove bombas do tipo RDS-1. Em março de 1951, a União Soviética já tinha 15 bombas nucleares de plutônio.

Em 5 de agosto de 1963, foi assinado um tratado em Moscou banindo testes de armas nucleares na atmosfera, no espaço e debaixo d’água. O tratado foi assinado pela União Soviética, pelos Estados Unidos e pelo Reino Unido. Atualmente, 131 países são signatários deste acordo.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas