Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Nova guerra? Conflitos por esse recurso podem agravar relações no Oriente Médio

Segundo um especialista sírio em recursos hídricos internacionais, as águas dos rios Tigre e Eufrates se transformarão em “arma política” em uma suposta futura disputa entre Síria, Turquia e Iraque.


Sputnik

A próxima guerra no Oriente Médio poderá acontecer pela água, informa o especialista sírio em recursos hídricos internacionais, Nabil al-Samman, em um artigo exclusivo para Asharq Al-Awsat.

Soldados turcos em um tanque durante operação militar na fronteira turco-síria
Militares turcos © AFP 2018 / BULENT KILIC

O analista ressalta que uma seca na área do Eufrates foi adicionada às causas que levaram aos protestos de 2011 contra o governo na Síria. A guerra civil transformou a infraestrutura de água do país em ruínas.

As diferenças políticas entre Síria, Turquia e Iraque destruíram as tentativas desses países de estabelecer e assinar um acordo sobre recursos hídricos por meio de negociações. Durante anos, os Estados tentaram chegar a um acordo, mas sem sucesso. As negociações da Turquia com a Síria cessaram devido à guerra civil no país árabe.

Por sua vez, a Turquia tem mais controle sobre a água desses rios do que a Síria e o Iraque, ressalta o autor.

Segundo o especialista, Ancara compara seu direito às águas do Tigre e do Eufrates com os direitos dos países petroleiros de controlar seu petróleo. A Turquia considera que esses rios transfronteiriços fluem de seu território e, portanto, tem o poder de controlar a quantidade de água que chega aos países vizinhos.

Além disso, o país turco tem a intenção de continuar a construção de plantas hidroelétricas que podem reduzir consideravelmente o volume de recursos hídricos que entram em outros países. Nota-se que este projeto afetará os níveis de água no lago sírio de Tabqa, o que resultará em danos ao setor de geração de eletricidade e agricultura.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas