Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

ONU estuda denúncia de proibição secreta para reconstrução da Síria

A ONU está estudando a denúncia feita pelo ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, em relação a um documento secreto que circula na Organização, proibindo apoio à restauração da Síria.


Sputnik

Durante uma coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, Stéphane Dujarric, o porta-voz do secretário-geral da ONU, afirmou aos jornalistas que a denúncia está sendo estudada.

O enviado da ONU para a Síria, Staffan De Mistura, com documentos nos Escritórios das Nações Unidas em Genebra, em 25 de janeiro de 2016
© AFP 2018 / Fabrice Coffrini

Mais cedo nesta segunda-feira, Sergei Lavrov declarou que o secretariado das Nações Unidas emitiu ordens secretas proibindo diversos departamentos da organização de participar dos esforços para a restauração da economia síria. Moscou encaminhou uma mensagem sobre o tema para o secretário-geral, acrescentou chanceler russo.

"Estamos estudando essa questão e informações adicionais podem surgir um pouco mais tarde", explicou Dujarric.

"A nossa atenção está voltada para a normalização política. Não tenho novidades sobre questões relacionadas à restauração [da Síria]", concluiu o porta-voz da organização.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas