Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Poder invencível: conheça 5 países que são impossíveis de conquistar

Não é possível conquistar tais países como a Rússia, EUA, China, Índia e Afeganistão, afirma o portal militar estadunidense We are the Mighty.


Sputnik

Entre as razões que tornam impossível a conquista da Rússia, o portal se refere não só ao clima severo, ao exército e ao território enormes, mas também às peculiaridades da psicologia nacional.

Militares russos na Parada Militar dedicada ao 72º aniversário da Vitória na Grande Guerra pela Pátria na Praça Vermelha em Moscou, 9 de maio de 2017
Militares russos em desfile © Sputnik / Aleksandr Vilf

"É mais provável que os russos destruam seu próprio país do que o entreguem a qualquer invasor", sublinha o portal.

Por isso, os eventuais conquistadores devem levar em conta, destaca, que terão que combater contra "cada russo em 11 fusos horários".

Já os EUA não serão subjugados não só por causa das suas poderosas Forças Armadas, vasto território e grande população, mas também devido ao fato de os cidadãos serem autorizados a usar armas.

Quanto à China, o portal indica que a razão de sua invencibilidade baseia-se na sua população de 1,3 bilhão de pessoas. Entre os fatores adicionais há o grande território do país, doenças causadas pela superpopulação, uma economia desenvolvida que copia os avanços tecnológicos de outros países, o que, em sua vez, pode resultar em Forças Armadas poderosas.

Caso os eventuais conquistadores decidam alcançar a Índia, enfrentarão as peculiaridades climáticas e geográficas do país e sua estratégia militar naval, que prevê posicionar submarinos nas águas costeiras para resistir a navios adversários.

O Afeganistão, aponta o portal, é impossível ser dominado devido ao seu relevo complicado e à necessidade de governar uma população multiétnica.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas