Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

Quais são chances do Su-35 russo frente aos caças furtivos dos EUA?

O caça russo de quarta geração Su-35 supera significativamente todos os análogos ocidentais, mas a sua capacidade de lutar de igual para igual contra os caças furtivos de quinta geração dos EUA F-22 e F-35 por enquanto não é confirmada, escreve a revista The National Interest.


Sputnik

Conforme a edição, a vantagem principal dos caças Su-35 é sua supermanobrabilidade. Esta é atingida graças aos motores turboreativos AL-41F1S que permitem ao avião atacar de ângulos muito altos, fazer manobras mais difíceis, bem como facilmente evitar os mísseis inimigos.

Caça Su-35 no ar durante o concurso em Primorie
Sukhoi Su-35 © Sputnik / Anton Balashov

O avião é capaz de atingir a velocidade de 2.756 km/h, a sua altitude máxima é de 18 quilômetros e o alcance de voo pode atingir 4.500 quilômetros.

Conforme a NI, o Su-35 usa os mísseis de radares autoguiados K-77M com um alcance de mais de 190 quilômetros. A curtas distâncias é usado o míssil R-74 com direção de infravermelhos, que o piloto pode dirigir independentemente com ajuda de um sistema de pontaria ótica no capacete. Além disso, no arsenal do Su-35 há mísseis R-27 de médio alcance e R-37 de longo alcance, destinados a lutar contra os sistemas de radares de longo alcance e aviões de reabastecimento em condições de guerra radioeletrônica.

O mais importante meio de luta do Su-35 contra os caças furtivos, como se supõe, é o radar Irbis-E de matriz faseada passiva com escaneamento eletrônico, bem como o sistema ótico de localização OLS-35.

Conforme a revista, todos esses fatores fazem com que o Su-35 supere todos os análogos ocidentais de quarta geração, incluindo os americanos F-15 e europeus Eurofighter e Rafale.

No entanto, todas as suas vantagens, de acordo com a edição, não o ajudarão na luta contra os caças furtivos norte-americanos de quinta geração F-22 e F-35, que poderão detectar o caça russo à distância de até 160 quilômetros e lançar uma série de mísseis contra o avião. Mas mesmo assim, o Su-35 pode opor resistência ao F-22 e F-35 se de qualquer maneira reduzir a distância e entrar na zona de detecção visual e infravermelha.

Apesar de todos os argumentos, a revista conclui que é difícil dizer ao certo qual dos aviões é melhor e só os testes de combate poderão decidir, já que o resultado da luta aérea depende muito de outros fatores, tais como equipamento adicional, preparação do piloto ou trajetória de voo.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas