Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil abre processo administrativo para apurar vídeo de militares dançando 'Jenifer' em navio

Em nota, a Marinha informou que e 'foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições' e que irá apurar o ocorrido.
Por G1 Rio

A Marinha do Brasil instaurou um processo administrativo para apurar um vídeo em que um grupo de militares aparece dançando a música "Jenifer" em um navio oficial.


A embarcação, segundo a Marinha, é o Aviso de Instrução Guarda-Marinha Brito, que fica sediado no Rio de Janeiro. A gravação foi feita durante o estágio de mar de militares.

Em nota, a Marinha informou que "foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições da Marinha" e que, para ampliar a apuração do ocorrido, foi instaurado um procedimento administrativo "cuja conclusão, certamente, conterá as propostas pertinentes às necessárias correções no inaceitável comportamento".

Assista o vídeo

Redes fazem chacota do novo míssil de cruzeiro ucraniano (VIDEO)

Os usuários da web zombaram de um míssil de cruzeiro de produção ucraniana que, segundo o chefe do Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia, Aleksandr Turchinov, tinha sido testado com sucesso.


Sputnik

De acordo com o alto funcionário ucraniano, essa arma é capaz de "eliminar quaisquer alvos marítimos e terrestres", bem como "garantir a segurança do litoral dos mares de Azov e Negro".


Сhefe do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia, Aleksandr Turchinov, observa os lancamentos de teste do míssil de cruzeiro da produção ucraniana
© Foto: Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia/Volodymyr Strumkovsky

"O míssil foi construído com chocolate moderno de alta resistência", brincou o internauta Maksim Onischenko.

"Muito em breve, a Ucrânia finalmente terá artilharia. Logo chegará a hora da aviação", comentou outro a declaração de Turchinov.

"O míssil se destruiu logo depois de ser lançado?", diz um comentário de donDementor.

"A propósito, tínhamos destes ainda na época de Nicolau II [Imperador russo que reinou entre 1894 e 1917]", ironizou outro usuário.

Alguns duvidaram seriamente da capacidade dos militares ucranianos para interagir com tais armamentos, sugerindo que a novidade pode aumentar ainda mais as perdas fora de combate nas Forças Armadas da Ucrânia.

"Vi o voo desse míssil-maravilha em abril: voou uns 200 metros e abriu o paraquedas", resumiu outro autor.

O exército ucraniano comunica com frequência sobre suas novas construções. Entretanto, muitas vezes as caraterísticas anunciadas dos armamentos não correspondem à realidade. Assim, o especialista do Centro de Jornalismo Militar e Político, Boris Rozhin, disse à Sputnik que Kiev está muito longe de produzir em série os armamentos por ele apresentados ao público, enquanto os protótipos são construídos para mostrar o "desenvolvimento" das Forças Armadas do país.

Mais cedo, o funcionário da empresa Yuzhmash, Aleksei Vasilenko, chamou de falsos os planos de Kiev para demonstrar o sistema de mísseis Sapsan durante uma parada militar no Dia da Independência da Ucrânia.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas