Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Retaliação: Turquia anuncia aumento de impostos sobre importações dos EUA

A Turquia elevou drasticamente os impostos sobre vários tipos de importações dos EUA, incluindo tabaco e álcool, de acordo com o decreto do presidente Recep Tayyip Erdogan, segundo publicou nesta quarta-feira (15) o jornal Resmi Gazete.


Sputnik

As taxas sobre as importações de tabaco serão 60% mais altas, os impostos sobre álcool subirão em 140%, e os impostos sobre automóveis, 120%. Além disso, o país também anunciou aumento de taxas sobre produtos cosméticos em 60% e sobre o arroz em 50%. O decreto também sobe as taxas sobre importações de frutas em 20%.

Turkey's President Recep Tayyip Erdogan, left, and US President Donald Trump shake hands prior to their meeting in New York, Thursday, Sept. 21, 2017. Erdogan is in New York for the United Nations General Assembly.
Recep Tayyip Erdogan e Donald Trump © AP Photo

Os impostos foram aumentados em vários outros tipos de mercadorias dos EUA.

Na sexta-feira (10), o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a autorização para o aumento dos impostos sobre as importações de aço e alumínio da Turquia.

O anúncio disparou uma crise cambial sobre a administração de Ancara, que viu o preço do dólar disparar diante da Lira turca.

Políticos dos EUA alertaram para o perigo da deterioração das relações entre os países. Segundo eles, isso colocaria em risco a estabilidade da OTAN, cujos dois maiores exércitos são os dos EUA e da Turquia.

O governo turco também apontou que essa situação poderia fazer com que Ancara buscasse novos aliados.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas