Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Revista norte-americana revela 'arma secreta' do tanque Armata

A arma secreta do tanque T-14, criado na base do Armata, é o sistema de proteção ativa Afganit, escreveu a revista National Interest.


Sputnik

De acordo com a edição, a proteção ativa do novíssimo tanque russo foi completada com "inovações e sistemas nunca antes vistos". Os desenvolvedores do Afganit pretendiam combinar em um só sistema as vantagens de dois: do sistema de proteção antitanque Drozd e do sistema de supressão ativa ótica e eletrônica Shtora.

Tanque da terceira geração T-14 Armata
Tanque russo T-14 Armata © Sputnik / Maksim Blinov

De acordo com a edição, o Afganit compreende a instalação de dois radares de varredura eletrônica ativa dos dois lados do canhão, cada um dos quais teria um ângulo de varredura um pouco maior que 90°. Estes radares funcionarão tanto em regime ativo, como em regime passivo. No regime passivo seriam capazes de detectar estações de radar de detecção de alvos terrestres e até, talvez, interceptar sinais enviados a mísseis guiados antitanque.

Além disso, o novo sistema incluirá um conjunto de sensores óticos para monitorar lançamentos de mísseis antitanque. Para os mesmos fins, o sistema será equipado com receptores a laser, utilizados desde os anos 80.

De acordo com a revista, o sistema Afganit inclui a instalação na parte traseira da torre do tanque de lançadores que disparam substâncias especiais para criação de cortinas de fumaça e dispersão de materiais que produzem a reflexão de ondas de rádio ou radiação térmica.

Além disso, o novo sistema incluirá uma plataforma que dispara projetis de choque com uma velocidade de cerca de 1,7 quilômetros por segundo para interceptar projetis antitanque, caso os meios de proteção "suaves" não sejam eficazes.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas