Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Rússia alerta: Perigo em área no Mediterrâneo onde realizará exercícios militares

Os exercícios militares russos no Mediterrâneo envolverão 26 navios de guerra e submarinos, além de 34 aeronaves de combate, disse o comandante-em-chefe da Marinha russa, almirante Vladimir Korolev. A Marinha Russa e as Forças Aeroespaciais realizarão exercícios navais conjuntos em grande escala no Mar Mediterrâneo de 1 a 8 de setembro.


Sputnik

"Um total de 26 embarcações de combate, incluindo dois submarinos, bem como 34 aeronaves farão parte dos exercícios de treinamento. O navio de combate de mísseis do Marechal Ustinov, da Frota do Norte, liderará a força-tarefa naval que participará dos exercícios", disse Korolev. em uma reunião.

Caça-minas Kovrovets (à esquerda) e Ivan Golubets durante o Dia da Marinha da Rússia em Sevastopol, Crimeia
Caça-minas Kovovets e Ivan Golubets © Sputnik / Aleksei Malgavko

De acordo com o chefe da marinha russa, os exercícios navais também envolverão bombardeiros estratégicos Tu-160, aviões de guerra anti-submarinos Tu-142 e Il-38, bem como caças Su-33 e Su-30SM.

Além disso, o comandante-em-chefe da marinha russa, almirante Vladimir Korolev, advertiu que a área de treinamento naval no Mediterrâneo foi declarada temporariamente perigosa para a navegação regular e o tráfego aéreo.

O chefe da marinha russa sublinhou que, após a conclusão dos exercícios, as forças participantes retornarão às suas bases domésticas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas