Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Rússia comissiona fragata Almirante Gorshkov, Project 22350

A Marinha Russa incorporou o navio líder das fragatas Project 22350 – Almirante Gorshkov – em uma cerimônia em São Petersburgo em 28 de julho.


Poder Naval

Com a presença do vice-chefe da marinha e outros funcionários do governo e dos estaleiros russos, a cerimônia foi realizada antes das comemorações do Dia da Marinha russa em 29 de julho.

Vista aérea da Almirante Gorshkov quando estava em término de construção
Vista aérea da Almirante Gorshkov quando estava em término de construção

O almirante Gorshkov teve sua construção iniciada em 2006 e iniciou os testes em 2015.

O comissionamento da fragata foi adiado mais de uma vez e acabou ocorrendo quase dois anos depois do planejado. O comissionamento do segundo navio da classe, Almirante Kasatonov, também ocorrerá oito meses mais tarde, em decorrência de atrasos no navio líder da classe.

A nova classe de fragatas sofreu com problemas técnicos e foi em parte adiada pela incorporação de uma quantidade maior de sistemas de armas de “alta precisão” e seus testes subsequentes.

As fragatas de 135 metros deslocam 5.000 toneladas e têm um alcance de cruzeiro de mais de 4.000 milhas náuticas.

Elas serão equipados com mísseis antissubmarino e antinavio e um canhão principal de 130mm A-192M. Também contam com o sistema de defesa aérea naval Poliment-Redut, que foi declaradamente uma das razões por trás do atraso, e 16 lançadortes de mísseis antinavio Onyx ou Kalibr.

Um helicóptero antissubmarino Ka-27 também será embarcado.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas