Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Rússia investe em Sistema Aéreo de Alerta e Controle (AWACS)

O ministério da Defesa da Rússia receberá ainda este ano duas novas aeronaves Beriev A-50U (Nome em documentos da OTAN: Mainstay) especializadas em alerta e controle aéreo (AWACS), afirmou o vice-ministro da pasta, Alexei Krivoruchko, nesta quinta-feira.


Sputnik

"Uma atualização muito extensa está em andamento. Receberemos outros dois aviões este ano, e a modernização de todas as aeronaves deste tipo atualmente em serviço continuará no futuro", disse Krivoruchko durante a visita à fabrica da Beriev Aircraft Company, cuja planta fica localizada na cidade portuária de Taganrog, no sudoeste da Rússia.

Avião-radar russo A-50
Beriev A-50 © Sputnik / Ivan Rudnev

Durante a visita de Krivoruchko à cidade, ele recebeu atualizações sobre os testes da aeronave A-100 AWACS, bem como sobre a modernização do avião estratégico Tu-95MC Bear.

Além disso, ele foi informado sobre a modernização da aeronave de reconhecimento marítimo Tu-142, da aeronave A-50, bem como da nova aparência da aeronave A-50U.

A primeira aeronave A-50U foi entregue às Forças Armadas da Rússia em 2011. Desde então, esses aviões têm sido usados ​​ativamente pelas forças russas, inclusive durante suas operações antiterroristas na Síria.

Segundo informações da imprensa especializada, graças ao poderoso radar Shmel, a aeronave A-50U pode rastrear alvos localizados a até 600 quilômetros de distância.

Comentários

Postagens mais visitadas