Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Seria o caça 'F-15' chinês um perigo real?

O caça multifuncional chinês de dois lugares Shenyang J-16 está quase pronto para entrar em prontidão de combate nas Forças Armadas chinesas.


Sputnik

Segundo o artigo publicado por Dave Majumdar na revista The National Interest, o caça chinês, é produzido sem licença, sendo um derivado do caça russo Sukhoi Su-30MK2 Flanker-G. É um caça de longo alcance com capacidade semelhante à do caça da Força Aérea americana Boeing F-15E Strike Eagle, mas com maior poder de fogo e capacidades superiores, embora não apresentem um desempenho concreto. Além disso, Pequim falhou em demonstrar sua capacidade de construção de motores confiáveis apropriados para aviões de combate e por isso, existem dúvidas sobre a qualidade e eficiência dos aviônicos e sensores chineses, embora a fabricante tenha modificado a aeronave e instalado novos pacotes de aviônica.

Resultado de imagem para Shenyang J-16
Shenyang J-16 | Reprodução

O J-16 está equipado com um poderoso radar de matriz faseada. Assim como o avião russo, o J-16 também porta um canhão de 30 mm, 12 mísseis ar-ar, foguetes e bombas guiadas por satélite, além de mísseis antinavio e antirradiação. A aeronave é capaz de reabastecer em voo utilizando o sistema "sonda e cesta". O J-16 conta com dois motores chineses, Shenyang Liming WS-10 Taihang, cada um com 20.050 libras de potência nominal e capacidade de 31.500 libras com pós-combustão total.

Além disso, ele não possui canards ou empuxo vetorial, pois foi desenvolvido a partir da estrutura do Su-30MK2. Em todo caso, a maior questão é a confiabilidade do motor WS-10A, que não tem sido impressionante. Entretanto, considerando que o WS-10 é baseado na tecnologia do turbofan comercial CFM-56 da CFM Internacional (uma empresa conjunta entre a General Electric e a Safran), com tecnologias do motor F101 (do bombardeiro Rockwell B-1B Lancer) e do motor F110 (do F-16 Fighting Falcon), então depois de melhorar o motor o J-16 poderá obter sucesso.

Caso o J-16 apresente um motor WS-10A confiável e boa aviônica, ele será um caça com alcance de aproximadamente 2.423 milhas, portando uma grande carga de armas guiadas de precisão, e até poderá mesmo ameaçar os EUA e seus aliados no Pacífico, colocando suas bases e outras instalações em risco.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas