Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Sistemas de defesa aérea da Rússia já destruíram 16 drones na base de Hmeymim só em agosto

Desde o início de agosto, os sistemas de defesa antiaérea russos instalados na base de Hmeymim, na Síria, já derrubaram um total de 16 veículos aéreos não tripulados lançados por militantes terroristas.


Sputnik

"Um total de 16 veículos aéreos não tripulados, lançados do território controlado por grupos armados ilegais na zona de desescalada de Idlib, foram destruídos desde o início de agosto", afirmou nesta terça-feira o major-general Aleksei Tsygankov, chefe do Centro Russo de Reconciliação na Síria. 

Base militar russa de Hmeymim, Síria
Pantsir na base militar Hmeymim, Síria © Sputnik / Dmitri Vinogradov

A Síria se encontra mergulhada em uma profunda guerra civil desde 2011, com as forças leais ao presidente Bashar Assad tendo que combater diversos grupos armados de oposição, incluindo organizações terroristas como o Daesh e a Frente al-Nusra. Ao longo dos últimos anos, a Rússia tem sido um dos atores mais importantes na luta contra os terroristas que atuam no país, ajudando Damasco a retomar o controle de vastas áreas que antes se encontravam em poder dos militantes.

Na última semana, o Centro de Recepção, Alocação e Acomodação de Refugiados da Defesa russa informou que mais de 1,7 milhão de cidadãos sírios que haviam deixado o país por conta da guerra já teriam manifestado o desejo de retornar para suas casas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas