Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Artilharia do exército sírio elimina instalações de terroristas em Latakia (VIDEO)

Uma fonte do exército sírio comunicou à Sputnik que as suas peças de artilharia pesada conseguiram eliminar as instalações militares cruciais para o desempenho de terroristas no norte da província de Latakia.


Sputnik


Em uma conversa com a Sputnik Árabe, o interlocutor detalhou que se trata das instalações de lançamento de mísseis e de bases de onde eram lançados veículos aéreos não tripulados equipados com bombas.


Resultado de imagem para Artilharia do exército sírio
Artilharia do Exército sírio | Reprodução

A fonte frisou que as coordenadas dos alvos tinham sido comunicadas ao exército pelos serviços de reconhecimento que estão monitorando escrupulosamente a situação nas regiões fronteiriças com a Turquia. Os respectivos postos de vigilância se situam em elevações estratégicas perto das povoações de Qabbani e Badama.

Além disso, o interlocutor da agência comunicou que os terroristas da Frente al-Nusra, agrupamento terrorista proibido na Rússia e em alguns outros países, tinham muitas vezes usado essas mesmas instalações para bombardear povoados civis nos respectivos territórios.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas