Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Assad: derrubada de avião russo na Síria foi resultado da arrogância israelense

O presidente sírio, Bashar Assad, enviou uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, expressando condolências pela derrubada do avião russo Il-20 na Síria, segundo informou a mídia local nesta quarta-feira.


Sputnik

No documento, de acordo com a agência SANA, Assad diz a Putin que o incidente teria sido provocado pela arrogância de Israel, embora a aeronave tenha sido alvo de um míssil disparado por sistemas de defesa da Síria. O líder sírio também afirma esperar que essa tragédia não atrapalhe a luta conjunta de Damasco e Moscou contra o terrorismo. 

O presidente sírio, Bashar Assad, durante um discurso para diplomatas, em 20 de agosto de 2017
Bashar Assad © AP Photo / Página do Facebook da Presidência da Síria

Na última segunda-feira, o Ministério da Defesa russo informou que um avião Il-20 desapareceu dos radares quando retornava à base aérea de Hmeymim, na Síria. Mais tarde, a Defesa russa descobriu que a aeronave teria sido derrubada por sistemas de defesa antiaérea da Síria devido a um cenário criado por caças israelenses, que se posicionaram por trás dela. Os 15 militares que estavam a bordo morreram.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, qualificou o ocorrido como "uma sequência de circunstâncias trágicas". Israel, por sua vez, decidiu enviar uma delegação de militares a Moscou para explicar, nesta quinta-feira, 20, detalhes do incidente.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas