Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono se diz pronto para admitir ter muitos 'criminosos' nas suas tropas

Depois que uma série de terríveis desastres de relações públicas que expôs soldados de elite dos EUA sendo presos por posse de drogas, abuso, estupro e assassinato, o Pentágono está reprimindo questões disciplinares em seu Comando de Operações Especiais, segundo um novo relatório.
Sputnik

Com "alegações de falta grave" acumulando-se altas demais para serem ignoradas após duas décadas de guerra, o general Raymond "Tony" Thomas, chefe do Comando de Operações Especiais, e Owen West, chefe de Operações Especiais e Conflito de Baixa Intensidade do Pentágono, esboçaram um ambicioso plano de 90 dias para descobrir como o corpo de elite militar se perdeu.


O primeiro de seu tipo, a avaliação profissional pretende "rever e reforçar os padrões éticos e de conduta", segundo documentos adquiridos pelo jornal The Washington Times.

"O primeiro passo em qualquer programa de tratamento é admitir que você tem um problema", disse uma autoridade do Comando de Operações…

Assad: derrubada de avião russo na Síria foi resultado da arrogância israelense

O presidente sírio, Bashar Assad, enviou uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, expressando condolências pela derrubada do avião russo Il-20 na Síria, segundo informou a mídia local nesta quarta-feira.


Sputnik

No documento, de acordo com a agência SANA, Assad diz a Putin que o incidente teria sido provocado pela arrogância de Israel, embora a aeronave tenha sido alvo de um míssil disparado por sistemas de defesa da Síria. O líder sírio também afirma esperar que essa tragédia não atrapalhe a luta conjunta de Damasco e Moscou contra o terrorismo. 

O presidente sírio, Bashar Assad, durante um discurso para diplomatas, em 20 de agosto de 2017
Bashar Assad © AP Photo / Página do Facebook da Presidência da Síria

Na última segunda-feira, o Ministério da Defesa russo informou que um avião Il-20 desapareceu dos radares quando retornava à base aérea de Hmeymim, na Síria. Mais tarde, a Defesa russa descobriu que a aeronave teria sido derrubada por sistemas de defesa antiaérea da Síria devido a um cenário criado por caças israelenses, que se posicionaram por trás dela. Os 15 militares que estavam a bordo morreram.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, qualificou o ocorrido como "uma sequência de circunstâncias trágicas". Israel, por sua vez, decidiu enviar uma delegação de militares a Moscou para explicar, nesta quinta-feira, 20, detalhes do incidente.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas