Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Ataque de homem-bomba deixa mortos e feridos no Afeganistão

Segundo autoridades locais citadas pela agência Reuters, 22 pessoas morreram e outras 23 ficaram feridas.


Por G1

Um homem-bomba se explodiu nesta terça-feira (11) na província de Nangarhar, no leste Afeganistão, provocando mortos e feridos.

Resultado de imagem para estrada entre a cidade de Jalalabad e a fronteira com o Paquistão
Reprodução


O ataque ocorreu em uma estrada entre a cidade de Jalalabad e a fronteira com o Paquistão, onde era realizada uma manifestação com a presença de centenas de pessoas. Os manifestantes protestavam contra uma milícia local.

Segundo autoridades locais citadas pela agência Reuters, 22 pessoas morreram e outras 23 ficaram feridas.

Até o momento, nenhum grupo reivindicou o ataque.

A província de Nangarhar, na fronteira com o Paquistão, tem sido uma das regiões mais voláteis do Afeganistão neste ano, com uma série de ataques suicidas e ataques à capital da província, Jalalabad. Também é, desde o início de 2015, uma das principais fortalezas dos combatentes do grupo extremista Estado Islâmico.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas