Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Avião derrubado na Síria cumpria missão de reconhecimento, diz ministro russo

A base aérea de Hmeymim havia perdido contato com a tripulação da aeronave militar russa Il-20 na noite de segunda-feira (17) durante o ataque de quatro aviões israelenses F-16 a alvos sírios na província de Latakia.


Sputnik

"Nossa aeronave de reconhecimento Il-20, com uma tripulação de 15 pessoas, estava realizando uma missão de reconhecimento sobre a zona de desescalada de Idlib para determinar os locais de armazenamento e coleta de veículos aéreos não tripulados que voam da zona e atacam diferentes áreas da Síria", afirmou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, em uma reunião com altos comandantes militares. 

Avião russo Il-20 derrubado durante missão de reconhecimento na província síria de Idlib, em 17 de setembro de 2018
Ilyushin Il-20 © Sputnik / Aleksandr Tarasenkov

Caças israelenses F-16 atacaram a Síria sob cobertura do Il-20 russo, presumindo que as forças de defesa antiaérea sírias não agiriam nessa direção, disse Shoigu.

"Sem aviso, mais precisamente, com um minuto de antecedência, Israel nos informou de um ataque que eles estavam planejando realizar; eles nos informaram que estavam atacando alvos na Síria. E então eles atacaram", afirmou o ministro da Defesa.

Shoigu ressaltou que a aeronave russa foi abatida "como resultado da resposta dos sistemas de defesa antiaérea da Síria ao ataque das forças israelenses".

Além disso, o Ministério da Defesa russo relatou na terça-feira (18) que os militares israelenses criaram propositalmente uma situação perigosa usando a aeronave russa como escudo contra os sistemas de defesa antiaérea sírios S-200.

No entanto, as Forças de Defesa de Israel (IDF) alegaram que os caças israelenses estavam atacando uma instalação na Síria que continha "sistemas para fabricar armas de precisão e letais" que poderiam ser enviadas "em nome do Irã" ao movimento do Hezbollah no Líbano.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas