Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono se diz pronto para admitir ter muitos 'criminosos' nas suas tropas

Depois que uma série de terríveis desastres de relações públicas que expôs soldados de elite dos EUA sendo presos por posse de drogas, abuso, estupro e assassinato, o Pentágono está reprimindo questões disciplinares em seu Comando de Operações Especiais, segundo um novo relatório.
Sputnik

Com "alegações de falta grave" acumulando-se altas demais para serem ignoradas após duas décadas de guerra, o general Raymond "Tony" Thomas, chefe do Comando de Operações Especiais, e Owen West, chefe de Operações Especiais e Conflito de Baixa Intensidade do Pentágono, esboçaram um ambicioso plano de 90 dias para descobrir como o corpo de elite militar se perdeu.


O primeiro de seu tipo, a avaliação profissional pretende "rever e reforçar os padrões éticos e de conduta", segundo documentos adquiridos pelo jornal The Washington Times.

"O primeiro passo em qualquer programa de tratamento é admitir que você tem um problema", disse uma autoridade do Comando de Operações…

Democratas americanos tentam impedir plano de Trump de criar novas ogivas nucleares

No Congresso americano, os democratas prepararam um novo projeto de lei que provavelmente irá atrapalhar os planos da Casa Branca que visam a criação de novas ogivas nucleares de baixa potência para o míssil Trident D5, conforme documento publicado pelo representante da câmara, Adam Schmidt.


Sputnik

Segundo os autores do documento, "[…] novas ogivas nucleares de baixa potência, instaladas em submarinos, reduzirão o limite de aplicação de armas nucleares e elevarão os riscos de falhas, o que poderia ocasionar ataques nucleares recíprocos em grande escala". Além disso, eles exigem o corte do financiamento do projeto pelo orçamento de desenvolvimento do setor de Defesa em 2019.

Presidente Donald Trump
Donald Trump © AP Photo / Alex Brandon

Os planos de Donald Trump de aliviar as restrições impostas sobre a fabricação de ogivas nucleares, visando a criação de novas ogivas de baixa potência para serem utilizadas em mísseis modificados, como o Trident II (D5) utilizado em submarinos, foram citados pelo jornal The Guardian no início do ano.

O principal objetivo desse plano, segundo o The Guardian, seria conter a utilização pela Rússia de armas nucleares táticas em um conflito no Leste Europeu, além de ampliar a lista de condições para uso do arsenal nuclear, incluindo em resposta a um ataque convencional.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas