Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Mídia europeia explica como sistema russo S-400 se tornou 'hit de exportações'

Os sistemas russos de defesa antiaérea S-400 têm gerado cada vez mais interesse por parte dos outros países e se tornaram mesmo um "hit de exportações" no mercado internacional de armamentos, opina a mídia alemã.
Sputnik

Segundo escreveu o jornal Die Welt, a China adquiriu este sistema em janeiro deste ano, a Turquia irá recebê-lo no ano que vem e, em outubro passado, a Índia passou também a estar entre os importadores desta arma, assinando um contrato no valor de mais de 5 bilhões de dólares (quase 19 bilhões de reais) com a empresa estatal russa de exportação de armas.


Em opinião dos especialistas citados pela edição, no que tange às características técnicas, os complexos S-400 superam os análogos norte-americanos. Em particular, os S-400 são capazes de eliminar alvos diferentes em altitudes de até 30 quilômetros, em um raio de 400 quilômetros, podendo ser equipados com mísseis de alcances diferentes.

Já o conhecido sistema norte-americano Patriot, instalado inclusive na Europ…

Especialista comenta suposto ataque de Israel contra Síria

Recentemente foram publicados vídeos de mísseis supostamente lançados pela Força Aérea de Israel tendo como alvo a província síria de Hama.


Sputnik

O especialista Vladimir Fitin, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, comentou o ocorrido

Militar do exército sírio na província de Hama, Síria (foto de arquivo)
Militar sírio em Hama, Síria © Sputnik / Khaled Alkhateb

"Não há nada de novo, é a habitual política de Israel em relação à situação na Síria. Israel continua exigindo categoricamente a ausência [na Síria] de quaisquer militares e qualquer infraestrutura militar do Irã. Portanto, em meu entendimento, se as Forças Armadas israelenses descobrem essas infraestruturas, realizam algumas ações militares para destruí-las", explicou.

Fitin acrescentou que as Forças Armadas israelenses declararam muitas vezes que não permitirão a implantação de instalações militares iranianas, que alegadamente podem estar ameaçando Israel no território da Síria.

"Na maioria das vezes, os militares israelenses não confirmam que foram eles que atacaram alvos na Síria, mas está claro que não há outra possibilidade", concluiu Fitin.

Anteriormente, Israel atingiu repetidamente alvos na Síria. Os dois países estão formalmente em guerra desde 1973, mas os confrontos eram extremamente raros antes do início da guerra civil na Síria.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas