Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil abre processo administrativo para apurar vídeo de militares dançando 'Jenifer' em navio

Em nota, a Marinha informou que e 'foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições' e que irá apurar o ocorrido.
Por G1 Rio

A Marinha do Brasil instaurou um processo administrativo para apurar um vídeo em que um grupo de militares aparece dançando a música "Jenifer" em um navio oficial.


A embarcação, segundo a Marinha, é o Aviso de Instrução Guarda-Marinha Brito, que fica sediado no Rio de Janeiro. A gravação foi feita durante o estágio de mar de militares.

Em nota, a Marinha informou que "foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições da Marinha" e que, para ampliar a apuração do ocorrido, foi instaurado um procedimento administrativo "cuja conclusão, certamente, conterá as propostas pertinentes às necessárias correções no inaceitável comportamento".

Assista o vídeo

EUA bloqueiam participação de avião russo Tu-214ON em voos de observação militares

Os EUA bloquearam sem explicações a admissão do avião russo Tu-214ON ao sistema de voos de observação previstos pelo Tratado de Céus Abertos, informou Sergei Ryzhkov, diretor do Centro Nacional de Redução de Risco Nuclear da Rússia.


Sputnik

Em entrevista ao jornal Krasnaya Zvezda, publicada nesta quarta-feira (12), Ryzhkov explicou que, na semana passada, a moderna aeronave foi inspecionada em um aeródromo russo por 72 especialistas de 23 nações, 22 dos quais assinaram o documento final que permite os voos de observação sobre os 34 países signatários.


Resultado de imagem para Tu-214ON
Tupolev Tu-214ON | Reprodução

"Contudo, o chefe da delegação norte-americana, em violação dos termos do Tratado de Céus Abertos, e sem prestar explicações nem tampouco apontar qualquer razão, recusou-se a assinar o documento final, referindo-se a instruções diretas de Washington", assinalou Ryzhkov.

O funcionário acrescentou que o impedimento dos voos do avião, que está equipado com câmeras modernas OSDCAM 4060 de fabricação russa, é uma demonstração de que o mais importante para os norte-americanos "não é a aeronave estar conforme os termos do tratado, mas as questões políticas".

"As agências e o establishment norte-americanos não podem aceitar o fato de que a Rússia, ao criar um avião moderno de observação dotado de equipamento digital de produção russa, ultrapassou os EUA em mais de cinco ou sete anos", acredita Sergei Ryzhkov.

"Insistimos que os EUA voltem à via do Tratado de Céus Abertos e exigimos que aclarem a situação de acordo com os termos do tratado", ressaltou.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas