Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

EUA planejam expandir operações militares na Grécia devido às tensões com Turquia?

Washington alertou mais uma vez Ancara sobre a compra dos sistemas de mísseis russos S-400, afirmando que cancelará as entregas dos seus caças F-35 à Turquia.


Sputnik

Dessa vez, o Pentágono está em conversações com Atenas para expandir as operações militares em território grego, em um "potencial movimento em direção ao Mediterrâneo oriental, em meio às crescentes tensões com a Turquia", conforme publicação do jornal The Wall Street.

Sistemas de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia
S-400 Triumph russos na Crimeia © Sputnik / Sergei Malgavko

O fato é que há fatores geopolíticos e geográficos que fazem da Grécia um local atraente para o Exército americano, o que comprova o atual vínculo entre Washington e Atenas. Entretanto, o comandante Supremo Aliado na Europa (SACEUR) do Comando Aliado da OTAN, Curtis Scaparotti, que dirige as conversações, não considera a implantação de tropas americanas e equipamentos militares na Grécia em uma base permanente, segundo a mídia.

Joseph Dunford informou aos repórteres que os altos responsáveis gregos estão considerando a expansão do acesso americano a uma série de outras bases militares no país, afirmando "[…] que "estariam dispostos a considerar isso e que ele certamente ficou entusiasmado com tal possibilidade."

Os ânimos estão exaltados desde que o presidente Donald Trump decretou recentemente o aumento das tarifas sobre o ferro e alumínio importados da Turquia, em 50 e 20% respectivamente, após a Turquia recusar soltar o pastor americano Andrew Brunson, acusado por Ancara de participar do fracassado golpe militar em 2016 na Turquia. Além disso, como já se sabe, Ancara pretende comprar os sistemas de mísseis russos S-400, ignorando os alertas e sanções de Washington, inclusive sobre a suspensão do fornecimento dos caças F-35 americanos à Turquia.

Os responsáveis turcos, por sua vez, responderam à pressão de Washington dizendo que Ancara não aceita as sanções de aliados da OTAN na questão dos sistemas S-400.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas