Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico

O Pentágono não concorda que o bombardeiro estratégico norte-americano B-52H tenha sido expulso por um caça russo Su-27 sobre o mar Báltico, comunicou à Sputnik o representante da entidade militar americana Eric Pahon.
Sputnik

"O avião da Força Aérea dos EUA B-52H realizava operações rotineiras no espaço aéreo internacional segundo o princípio da liberdade de navegação e de voo. Em 20 de março, o B-52H teve um encontro ordinário com um Su-27 russo que efetuava operações sobre o mar Báltico", esclareceu o porta-voz do Pentágono.

Pahon acrescentou que o Su-27 não expulsou o B-52H, que conseguiu completar a sua missão.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo de caças russos escoltando um bombardeiro estratégico americano Boeing B-52H sobre as águas neutras do mar Báltico. Segundo o comunicado, dois caças Su-27 levantaram voo para identificar e acompanhar a aeronave dos EUA.

De acordo com o Ministério, após o B-52H ter mudado de trajetória, distanciando-se da f…

Filho de líder do Daesh foi morto durante operação na Síria, diz imprensa

No início de maio, autoridades iraquianas relataram a possibilidade de que o líder da Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, esteja operando fora da área desértica perto da fronteira da Síria com o Iraque, uma das poucas partes do país que a organização continua a controlar.


Sputnik

Hudayfah al-Badri, filho do líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, foi morto na província central de Homs na Síria, de acordo com o canal 4 do canal Telegram, que monitora a atividade dos terroristas.

O retrato de Abu Bakr al Baghdadi
CC BY 2.0 / thierry ehrmann / Abu Bakr al Baghdadi, painted portrait

O canal informou que al-Badri foi assassinado durante um ataque de militantes nas posições de forças sírias e russas localizadas perto de uma das usinas termelétricas na província de Homs.

Em 8 de maio, a Fox News citou Abu Ali al-Basri, diretor-geral do escritório de inteligência e contraterrorismo do Ministério do Interior iraquiano, dizendo que acredita-se que o líder do Daesh ainda esteja solto.

"A última informação que temos é que ele [al-Baghdadi] está em Al-Hajin, na Síria, a 18 milhas da fronteira na província de Deir ez-Zor", disse Abu Ali al-Basri.

O general Yahya Rasool, porta-voz do Ministério da Defesa do Iraque e do Comando de Operações Conjuntas, confirmou a localização de al-Baghdadi na fronteira leste do rio Eufrates, em uma área ainda controlada pelos terroristas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas