Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Filho de líder do Daesh foi morto durante operação na Síria, diz imprensa

No início de maio, autoridades iraquianas relataram a possibilidade de que o líder da Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, esteja operando fora da área desértica perto da fronteira da Síria com o Iraque, uma das poucas partes do país que a organização continua a controlar.


Sputnik

Hudayfah al-Badri, filho do líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, foi morto na província central de Homs na Síria, de acordo com o canal 4 do canal Telegram, que monitora a atividade dos terroristas.

O retrato de Abu Bakr al Baghdadi
CC BY 2.0 / thierry ehrmann / Abu Bakr al Baghdadi, painted portrait

O canal informou que al-Badri foi assassinado durante um ataque de militantes nas posições de forças sírias e russas localizadas perto de uma das usinas termelétricas na província de Homs.

Em 8 de maio, a Fox News citou Abu Ali al-Basri, diretor-geral do escritório de inteligência e contraterrorismo do Ministério do Interior iraquiano, dizendo que acredita-se que o líder do Daesh ainda esteja solto.

"A última informação que temos é que ele [al-Baghdadi] está em Al-Hajin, na Síria, a 18 milhas da fronteira na província de Deir ez-Zor", disse Abu Ali al-Basri.

O general Yahya Rasool, porta-voz do Ministério da Defesa do Iraque e do Comando de Operações Conjuntas, confirmou a localização de al-Baghdadi na fronteira leste do rio Eufrates, em uma área ainda controlada pelos terroristas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas