Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico

O Pentágono não concorda que o bombardeiro estratégico norte-americano B-52H tenha sido expulso por um caça russo Su-27 sobre o mar Báltico, comunicou à Sputnik o representante da entidade militar americana Eric Pahon.
Sputnik

"O avião da Força Aérea dos EUA B-52H realizava operações rotineiras no espaço aéreo internacional segundo o princípio da liberdade de navegação e de voo. Em 20 de março, o B-52H teve um encontro ordinário com um Su-27 russo que efetuava operações sobre o mar Báltico", esclareceu o porta-voz do Pentágono.

Pahon acrescentou que o Su-27 não expulsou o B-52H, que conseguiu completar a sua missão.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo de caças russos escoltando um bombardeiro estratégico americano Boeing B-52H sobre as águas neutras do mar Báltico. Segundo o comunicado, dois caças Su-27 levantaram voo para identificar e acompanhar a aeronave dos EUA.

De acordo com o Ministério, após o B-52H ter mudado de trajetória, distanciando-se da f…

Força Aérea russa pode apoiar tropas sírias, caso coalizão ocidental ataque o país

A Força Aeroespacial russa pode apoiar as tropas sírias se a coalizão ocidental decidir lançar ataques contra a Síria devido à provocação dos “ataques químicos” na província de Idlib, segundo o membro do Comitê Internacional do senado russo, Oleg Morozov.


Sputnik

Anteriormente, o Centro Russo para Reconciliação na Síria disse que estava sendo preparada a filmagem de uma provocação alegando a utilização de armas químicas pelo exército sírio na província de Idlib.

Caça multifuncional russo Su-34
Sukhoi Su-34 russo na Síria © Sputnik / Dmitry Vinogradov

"Mesmo que [os países ocidentais] comecem a atacar a Síria, em um ataque químico irão acreditar somente os que o estão encenando. Mas tal não significa que a coalizão não ataque. O ataque químico é simplesmente um pretexto para justificar suas ações… Os sírios combaterão, acima de tudo, os militantes. Mas eu não descarto que a nossa Força Aeroespacial possa prestar apoio. Mas, somente se for a coalizão ocidental a iniciar [o ataque]", disse Morozov.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas