Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil abre processo administrativo para apurar vídeo de militares dançando 'Jenifer' em navio

Em nota, a Marinha informou que e 'foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições' e que irá apurar o ocorrido.
Por G1 Rio

A Marinha do Brasil instaurou um processo administrativo para apurar um vídeo em que um grupo de militares aparece dançando a música "Jenifer" em um navio oficial.


A embarcação, segundo a Marinha, é o Aviso de Instrução Guarda-Marinha Brito, que fica sediado no Rio de Janeiro. A gravação foi feita durante o estágio de mar de militares.

Em nota, a Marinha informou que "foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições da Marinha" e que, para ampliar a apuração do ocorrido, foi instaurado um procedimento administrativo "cuja conclusão, certamente, conterá as propostas pertinentes às necessárias correções no inaceitável comportamento".

Assista o vídeo

Força Aérea síria aniquila terroristas em Idlib (VÍDEO)

A Força Aérea da Síria realizou mais de 25 ataques contra posições do Partido Islâmico do Turquistão na província de Idlib, enquanto a artilharia continua esmagando os militantes do Daesh no sul do país. Fontes no exército sírio comentaram as operações à Sputnik.


Sputnik

De acordo com o interlocutor da Sputnik Árabe, os ataques aéreos em Idlib foram realizados com base nos dados recebidos pela inteligência sobre as posições dos terroristas. 


A Força Aérea da Síria efetuou  ataques contra posições do Partido Islâmico do Turquestão na província de Idlib
A Força Aérea da Síria efetuou ataques contra posições do Partido Islâmico do Turquestão na província de Idlib © SPUTNIK / BASEL SHARTOOH

"Como resultado dos ataques, foram eliminados e feridos alguns terroristas, destruídas parcialmente suas posições e fortificações", comentou.

O Partido Islâmico do Turquistão (organização terrorista proibida na Rússia), reúne muitos radicais oriundos do Uzbequistão e da Chechênia (Rússia), ocupa várias instalações militares no norte e nordeste da Síria. O grupo é conhecido por preparar homens-bomba e recrutar crianças. O Partido Islâmico do Turquistão tem laços próximos com a organização terrorista Frente al-Nusra (também proibida na Rússia).

Além desta operação, várias unidades de ataque do exército da Síria tomaram sob controle os montes estratégicos situados na parte leste do deserto da província de As-Suwayda, no sul da Síria. No âmbito da ofensiva, a aviação síria destruiu fortificações e eliminou dezenas de terroristas do grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em outros países).

Durante o ataque, 15 terroristas tentaram romper o cerco, mas foram aniquilados. Um correspondente da Sputnik que se encontra em As-Suwayda comunicou que "o exército sírio continua sua ofensiva contra as posições terroristas. No momento, foi cortado o acesso do resto do grupo jihadista às vias de abastecimento na região".


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas