Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Mídia europeia explica como sistema russo S-400 se tornou 'hit de exportações'

Os sistemas russos de defesa antiaérea S-400 têm gerado cada vez mais interesse por parte dos outros países e se tornaram mesmo um "hit de exportações" no mercado internacional de armamentos, opina a mídia alemã.
Sputnik

Segundo escreveu o jornal Die Welt, a China adquiriu este sistema em janeiro deste ano, a Turquia irá recebê-lo no ano que vem e, em outubro passado, a Índia passou também a estar entre os importadores desta arma, assinando um contrato no valor de mais de 5 bilhões de dólares (quase 19 bilhões de reais) com a empresa estatal russa de exportação de armas.


Em opinião dos especialistas citados pela edição, no que tange às características técnicas, os complexos S-400 superam os análogos norte-americanos. Em particular, os S-400 são capazes de eliminar alvos diferentes em altitudes de até 30 quilômetros, em um raio de 400 quilômetros, podendo ser equipados com mísseis de alcances diferentes.

Já o conhecido sistema norte-americano Patriot, instalado inclusive na Europ…

Força de Operações Especiais russa realiza manobras no Mediterrâneo

Unidades da Força de Operações Especiais da Rússia executaram ações complexas no âmbito das manobras conjuntas da Marinha e da Força Aeroespacial russas no mar Mediterrâneo, informou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"Unidades da Força de Operações Especiais da Federação da Rússia executaram missões de deslocação de forças e de equipamento para vários destinos operacionais, treinaram o combate contra ações de subversão nas zonas de baseamento de grupos de navios da Marinha da Rússia", lê-se no comunicado.

Militares da Força de Operações Especiais russa
Militares russos © Sputnik / Nikolai Khizhyak

Uma das etapas dos exercícios da Força de Operações Especiais incluiu, junto com a infantaria naval e aviação da Marinha, a preparação para um desembarque anfíbio, combate à pirataria e resgate de reféns.

Durante as manobras, foi igualmente treinada a proteção de unidades militares e instalações costeiras contra ações de inteligência e de sabotagem inimigas, bem como a proteção da entrada de navios nas enseadas contra ações de subversão e colocação de minas.

Segundo o comunicado, as tripulações de lanchas treinaram também ações em caso de missões militares durante dia e noite inclusive em condições meteorológicas adversas.

A Marinha russa e a Força Aeroespacial realizam pela primeira vez na história exercícios conjuntos de treinamento em grande escala no mar Mediterrâneo, que decorrem de 1 a 8 de setembro. Os exercícios envolvem 26 navios de guerra, incluindo dois submarinos, bem como aviões Tu-160, Tu-142, Il-38, Su-33 e Su-30SM.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas