Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Mídia europeia explica como sistema russo S-400 se tornou 'hit de exportações'

Os sistemas russos de defesa antiaérea S-400 têm gerado cada vez mais interesse por parte dos outros países e se tornaram mesmo um "hit de exportações" no mercado internacional de armamentos, opina a mídia alemã.
Sputnik

Segundo escreveu o jornal Die Welt, a China adquiriu este sistema em janeiro deste ano, a Turquia irá recebê-lo no ano que vem e, em outubro passado, a Índia passou também a estar entre os importadores desta arma, assinando um contrato no valor de mais de 5 bilhões de dólares (quase 19 bilhões de reais) com a empresa estatal russa de exportação de armas.


Em opinião dos especialistas citados pela edição, no que tange às características técnicas, os complexos S-400 superam os análogos norte-americanos. Em particular, os S-400 são capazes de eliminar alvos diferentes em altitudes de até 30 quilômetros, em um raio de 400 quilômetros, podendo ser equipados com mísseis de alcances diferentes.

Já o conhecido sistema norte-americano Patriot, instalado inclusive na Europ…

Iêmen alveja instalações da Aramco com mísseis balísticos

A unidade de mísseis do exército iemenita e de comitês populares disparou quatro mísseis balísticos nas instalações de petróleo da Aramco em Jizan, sul da Arábia Saudita, informou a rede de TV Almasirah.


Pars Today

Além das instalações da companhia de petróleo da Arábia Saudita, os mísseis balísticos Badr-1 também atacaram uma empresa petroquímica localizada na cidade industrial de Jizan, disse Almasirah.

Resultado de imagem para Aramco
Aramco em Jizan, sul da Arábia Saudita | Reprodução


Meios de comunicação sauditas confirmaram o disparo dos mísseis, mas afirmaram que a defesa aérea do país interceptou e destruiu dois mísseis contra Jizan.

A Arábia Saudita e vários de seus aliados regionais lançaram uma devastadora campanha militar contra o Iêmen em março de 2015, com o objetivo de trazer o governo de Hadi de volta ao poder e esmagar o movimento Houthi Ansarullah do país.

Cerca de 15.000 iemenitas foram mortos e outros milhares ficaram feridos desde o início da agressão liderada pelos sauditas.

Os ataques das forças de coalizão lideradas pela Arábia Saudita não conseguiram impedir que os iemenitas resistissem à agressão. Recentemente, o exército iemenita revelou suas plataformas de lançamento de mísseis subterrâneos caseiros.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas