Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono se diz pronto para admitir ter muitos 'criminosos' nas suas tropas

Depois que uma série de terríveis desastres de relações públicas que expôs soldados de elite dos EUA sendo presos por posse de drogas, abuso, estupro e assassinato, o Pentágono está reprimindo questões disciplinares em seu Comando de Operações Especiais, segundo um novo relatório.
Sputnik

Com "alegações de falta grave" acumulando-se altas demais para serem ignoradas após duas décadas de guerra, o general Raymond "Tony" Thomas, chefe do Comando de Operações Especiais, e Owen West, chefe de Operações Especiais e Conflito de Baixa Intensidade do Pentágono, esboçaram um ambicioso plano de 90 dias para descobrir como o corpo de elite militar se perdeu.


O primeiro de seu tipo, a avaliação profissional pretende "rever e reforçar os padrões éticos e de conduta", segundo documentos adquiridos pelo jornal The Washington Times.

"O primeiro passo em qualquer programa de tratamento é admitir que você tem um problema", disse uma autoridade do Comando de Operações…

Irã convoca embaixadores da Holanda, Dinamarca e Reino Unido após ataque terrorista

O Irã convocou os embaixadores do Reino Unido, Holanda e Dinamarca para discutir o ataque terrorista ocorrido durante a parada militar na cidade iraniana de Ahvaz, informou a imprensa local.


Sputnik

O Irã convocou os embaixadores do Reino Unido, Holanda e Dinamarca, e acusou esses países de abrigar grupos de oposição iranianos, informou a Agência Iraniana de Notícias da República Islâmica.

Bandeira nacional do Irã
© REUTERS / Morteza Nikoubazl

A medida ocorre depois da morte de 24 pessoas, incluindo um jornalista, em um ataque terrorista ocorrido durante uma parada militar no Irã neste sábado.

O Movimento Democrático Árabe Patriótico, ligado à Arábia Saudita, teria assumido a responsabilidade pelo ataque em Ahwaz.

"Não é aceitável que esses grupos não sejam listados como organizações terroristas pela União Européia, por não terem realizado um ataque na Europa", disse o porta-voz do ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, segundo a agência de notícias Iran Republic Islamic.

Anteriormente, o porta-voz das Forças Armadas iranianas, Abolfazl Shekarchi, disse que os militantes responsáveis pelo ataque terrorista estavam ligados aos Estados Unidos e a Israel. O chanceler iraniano, Javad Zarif, também acusou os "patrocinadores regionais do terrorismo e seus senhores norte-americanos" de organizar o ataque.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas