Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Manobras militares na Rússia são potente sinal a todo mundo, diz imprensa alemã

A Rússia demonstra seu poderio militar ao realizar toda uma série de manobras, entre as quais os exercícios militares Vostok 2018 em conjunto com a China, escreveu a edição Handelsblatt.


Sputnik

De acordo com a edição, a julgar por sua escala, estas manobras são comparáveis às maiores operações da Segunda Guerra Mundial.

Trens com militares e equipamento bélico da China chegam para participar das manobras Vostok 2018
Trem com militares e equipamentos chineses chegando para os exercícios Vostok 2018 © Sputnik / Yevgeny Epanchintsev

Além disso, segundo a mídia, que cita opiniões de vários especialistas, com estas manobras a Rússia envia ao mundo um potente sinal, tornando realidade os medos de Washington quanto a uma estreita colaboração militar entre Moscou e Pequim.

Segundo frisou o Handelsblatt, ao mesmo tempo, nesta região está agendada a realização do quarto Fórum Econômico do Oriente, o que também prova as ótimas relações entre Moscou e Pequim no campo econômico.

A revista supõe que a Rússia prova assim mais uma vez ao mundo que não está isolada e possui como aliado um dos países mais fortes do mundo.

As manobras Vostok 2018 (Leste 2018) serão realizadas entre agosto e setembro na região da Sibéria e Extremo Oriente. Serão os maiores exercícios militares realizados pelas Forças Armadas da Rússia desde 1981.

Os exercícios contarão, em uma de suas etapas, com a participação das Forças Armadas da China e da Mongólia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas