Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Manobras militares na Rússia são potente sinal a todo mundo, diz imprensa alemã

A Rússia demonstra seu poderio militar ao realizar toda uma série de manobras, entre as quais os exercícios militares Vostok 2018 em conjunto com a China, escreveu a edição Handelsblatt.


Sputnik

De acordo com a edição, a julgar por sua escala, estas manobras são comparáveis às maiores operações da Segunda Guerra Mundial.

Trens com militares e equipamento bélico da China chegam para participar das manobras Vostok 2018
Trem com militares e equipamentos chineses chegando para os exercícios Vostok 2018 © Sputnik / Yevgeny Epanchintsev

Além disso, segundo a mídia, que cita opiniões de vários especialistas, com estas manobras a Rússia envia ao mundo um potente sinal, tornando realidade os medos de Washington quanto a uma estreita colaboração militar entre Moscou e Pequim.

Segundo frisou o Handelsblatt, ao mesmo tempo, nesta região está agendada a realização do quarto Fórum Econômico do Oriente, o que também prova as ótimas relações entre Moscou e Pequim no campo econômico.

A revista supõe que a Rússia prova assim mais uma vez ao mundo que não está isolada e possui como aliado um dos países mais fortes do mundo.

As manobras Vostok 2018 (Leste 2018) serão realizadas entre agosto e setembro na região da Sibéria e Extremo Oriente. Serão os maiores exercícios militares realizados pelas Forças Armadas da Rússia desde 1981.

Os exercícios contarão, em uma de suas etapas, com a participação das Forças Armadas da China e da Mongólia.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas