Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

Marinha americana troca gigantesco motor de destróier furtivo

O segundo dos três destróieres da classe Zumwalt precisou trocar uma de suas turbinas após apresentar danos em suas hélices, sofridos durante testes no mar.


Sputnik

O destróier Michael Monsoor (DDG-1001) da classe Zumwalt, teve uma de suas duas turbinas substituída em uma operação delicada, devido ao peso do motor. Além disso, a Marinha dos EUA não possuía um sistema para remover e colocar o motor dentro do navio, tendo sido criado um novo projeto para substituir o motor danificado por outro igual de 15 toneladas.

USS Michael Monsoor, segundo navio de guerra norte-americano da classe Zumwalt
USS Michael Monsoor (DDG-1001) © AP Photo / Robert F. Bukaty

Anteriormente, em alguns testes, os construtores notaram vibrações incomuns e descobriram ter perdido alguma parte do motor dentro de uma das turbinas, causando alguns danos. Mesmo funcionando, a turbina foi trocada por recomendação dos construtores.

O Michael Monsoor faz parte do projeto que envolve a construção de destróieres da classe Zumwalt, geradores de controvérsias por seu elevado custo, o que levou à redução de unidades construídas de 28 a 3 unidades. Além disso, os EUA descartaram muitas das tecnologias avançadas devido à baixa viabilidade.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas