Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Ministro iraquiano: Ministros do exterior do Iraque, Irã e Turquia consideram a segurança nas fronteiras

O ministro do Interior do Iraque, Qasim al-Araji, anunciou na quarta-feira que ministros do exterior do Iraque, Irã e Turquia devem considerar a segurança das fronteiras em uma reunião conjunta.


Pars Today

Ele fez as declarações em uma entrevista coletiva com seu homologo iraniano, o ministro do Interior Abdolreza Rahmani Fazli.

Ministro iraquiano: Ministros do exterior do Iraque, Irã e Turquia consideram a segurança nas fronteiras

Al-Araji apontou para a importância da segurança das fronteiras em três seções diferentes de passageiros e peregrinos, comércio local e terrestre, combate ao narcotráfico e ao terrorismo e disse que uma reunião trilateral será realizada em breve.

"Nós discutimos os três itens acima mencionados com o equivalente iraniano", acrescentou Al-Araji.

Rahmani Fazli, chefe de uma delegação de alta segurança política, chegou a Bagdá na manhã de quarta-feira para discutir os rituais de Arbaeen.

Ele assinou um memorando de entendimento (MoU) sobre a cooperação com seu colega iraquiano em Arbaeen Rituals.

O embaixador do Irã no Iraque, Iraj Masjedi, vice-ministro do Interior para assuntos de segurança, Hossein Zolfaqari, e o comandante da Força de Fronteira, brigadeiro-general Qassem Rezaei, participaram da cerimônia de assinatura.

Cerca de quatro milhões de peregrinos iranianos viajam anualmente para o Iraque, principalmente no tempo dos rituais de Arbaeen.

Também cerca de dois milhões de peregrinos e turistas iraquianos visitam o Irã anualmente.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas