Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Moscou convoca embaixador israelense após avião russo ser derrubado na Síria

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia convocou nesta terça-feira o embaixador de Israel em Moscou, Harry Koren, após um avião russo ser derrubado na Síria pela defesa antiaérea de Damasco, acidente supostamente causado pelos israelenses.


EFE

Moscou - O Ministério da Defesa da Rússia comunicou que um avião Il-20 da Força Aérea do país foi abatido por um míssil S-200 lançado pelo sistema antiaéreo da Síria devido a "ações irresponsáveis" de Israel, que usou a aeronave russa como escudo para atacar alvos na província de Latakia.

Resultado de imagem para Harry Koren
Embaixador de Israel em Moscou, Harry Koren | Reprodução

"Os pilotos israelenses se esconderam atrás do avião russo e o expuseram ao fogo da defesa antiaérea da Síria", denunciou o porta-voz da pasta, Igor Konashenkov.

Segundo Moscou, quatro aviões F-16 israelenses "criaram de maneira premeditada uma situação perigosa para os navios de superfície e aeronaves que estavam na região", o que provocou a derrubada acidental da aeronave russa e a morte de seus 15 ocupantes.

Konashenkov advertiu que a Rússia se reserva ao direito de "uma resposta apropriada" às ações da aviação israelense, à qual também acusou de não comunicar o bombardeio em Latakia com a devida antecedência para evitar incidentes no ar.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que o acidente com o avião russo não repercutirá no que foi pactuado na segunda-feira pelos presidentes de Rússia e Turquia, Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan, respectivamente, para diminuir a tensão na província síria de Idlib.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas